Rio

Modelo Anna figueiredo acusa ex-companheiro por agressão

Anna também publicou fotos do corpo marcado por hematomas, cortes e arranhões

Por Mateus Mesquita

Na imagem, modelo Anna figueiredo
Modelo Anna figueiredo acusa ex-companheiro por agressão (Divulgação)

A modelo Anna Figueiredo, de 23 anos, denunciou através de um vídeo publicado nas redes sociais ter sido agredida pelo ex-namorado, o empresário Vitor Hugo Rosa. Anna também publicou fotos do corpo marcado por hematomas, cortes e arranhões. A violência, segundo relato dela, teria acontecido no dia 8 de julho.

Segundo a modelo, as agressões ocorreram na casa em que ela vivia com o ex-companheiro, em Icaraí, área nobre de Niterói, na Região Metropolitana do Rio.

Por meio de um áudio divulgado por Anna, é possível ouvir o companheiro falando sobre as agressões. “Você está me agredindo”, diz Anna, enquanto o homem responde: “Sabe o que faltou na sua vida? Agressão para você virar mulher”.

O caso foi registrado na Delegacia de Atendimento à Mulher do município. De acordo com a delegada Alriam Fernandes, titular da unidade, o inquérito está em fase conclusiva, restando apenas algumas diligências a serem realizadas.

Saiba abaixo como denunciar violência contra a mulher

Campanha Sinal Vermelho

O Conselho Nacional de Justiça se uniu à Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e lançaram, em junho de 2020, a campanha Sinal Vermelho contra a Violência Doméstica. A ideia central é que a mulher consiga pedir ajuda em farmácias, órgãos públicos e agências bancárias com um sinal vermelho desenhado na palma da mão.

 

Central de Atendimento à Mulher: 180

O Ligue 180 presta uma escuta e acolhida às mulheres em situação de violência. O serviço registra e encaminha denúncias de violência contra a mulher aos órgãos competentes, bem como reclamações, sugestões ou elogios sobre o funcionamento dos serviços de atendimento.

A ligação é gratuita e o serviço funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana. São atendidas todas as pessoas que ligam relatando eventos de violência contra a mulher.

O Ligue 180 atende todo o território nacional e também pode ser acessado em outros países.

 

Delegacias Especializadas de Atendimento à Mulher (DEAMs)

São unidades especializadas da Polícia Civil para atendimento às mulheres em situação de violência.

As atividades das DEAMs têm caráter preventivo e repressivo, devendo realizar ações de prevenção, apuração, investigação e enquadramento legal, as quais dever ser pautadas no respeito pelos direitos humanos e pelos princípios do Estado Democrático de Direito.

 

Núcleos ou Postos de Atendimento à Mulher nas delegacias comuns

Constituem espaços de atendimento à mulher em situação de violência (que em geral, contam com equipe própria) nas delegacias comuns.

 

Defensorias públicas e defensorias da mulher

As Defensorias da Mulher têm a finalidade de dar assistência jurídica, orientar e encaminhar as mulheres em situação de violência. É órgão do Estado, responsável pela defesa das cidadãs que não possuem condições econômicas de ter advogado contratado por seus próprios meios.

Possibilitam a ampliação do acesso à Justiça, bem como, a garantia às mulheres de orientação jurídica adequada e de acompanhamento de seus processos.

 

Ouvidoria Nacional dos Direitos Humanos

Dá para denunciar pelo site da Ouvidora Nacional dos Direitos Humanos, do Governo Federal através do link: https://www.gov.br/mdh/pt-br/ondh.

 



recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
27 de Setembro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Antônio Carlos
« Programa Anterior
08:00 - Show do Clóvis Monteiro
10:00 - Programa Isabele Benito
11:00 - Programa Francisco Barbosa
12:00 - Patrulha da Cidade
15:00 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »