Rio

Pai de bebê que morreu na Cidade de Deus acusa PMs de terem dificultado socorro

Ruan Ribeiro ressaltou que os policiais não deixaram ele sair com o carro para socorrer Benjamim

Por Redação Tupi

Foto: Divulgação Arquivo Pessoal

O pai do bebê que morreu na Cidade de Deus nesta quarta-feira, Ruan Ribeiro, reclamou que os PMs do 18º BPM (Jacarepaguá) dificultaram o socorro de Benjamim Ribeiro Queiroz, de um mês e 14 dias. O homem afirmou que não sabe como o filho ficou sujo de sangue e que ele, a mulher e os outros filhos se protegiam em casa durante a operação na comunidade.

“Quando deitamos pra dormir, por volta de 6h30 acordamos com uma intensa troca de tiros. Nós pegamos as crianças e fomos pro quarto. Quando minha esposa acendeu a luz do quarto meu filho estava todo ensanguentado, na boca, no pescoço, na roupa. Minha esposa gritando muito, desesperada. Eu tentei sair com meu filho de casa. Entrei dentro do meu carro, quando tentei sair do meu carro o caveirão não deixou, eles pararam em frente ao meu carro e não deixou eu sair de forma alguma. Eles não permitiram eu sair com meu carro. É uma indignação muito grande”, afirmou Ruan Ribeiro.

Benjamim deu entrada na UPA da Cidade de Deus por volta das 7h. Ainda não há informações sobre a causa da morte da criança. Em nota oficial, a Secretaria Municipal de Saúde informou que o bebê deu entrada na unidade em estado muito grave. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML).

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
21 de Outubro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Tupi na Rede
« Programa Anterior
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »