Rio

Passageiro afirma que sequestrador falou que queria entrar para história

William Augusto afirmou que só ele sairia morto da situação

Por Redação Tupi

Um professor de Geografia, Hans Miller Moreno, de 34 anos, estava no ônibus sequestrado e afirmou que William Augusto informou que não pretendia assaltar nem agredir ninguém. Ele fez 37 pessoas reféns dentro do coletivo e foi morto por sniper da polícia.

“Ele anunciou que o ônibus estava sendo sequestrado, mas falou que não queria agredir ninguém, que não queria os nossos pertences. Só falou que no final do dia a gente iria ter muita história pra contar”, disse Hans Moreno.

O professora ainda revelou que ele parecia calmo e que carregava uma faca tática, uma arma taser e um coquetel molotov. “Todo mundo pensou que era assalto. Todos começaram a tentar esconder carteira e celular”, diz Hans.

A vítima do sequestro destacou que ele ordenou que as cortinas ficassem fechadas e pediu para a polícia um celular com televisão para os passageiros acompanharem a cobertura jornalística. Apesar de amarrar as mãos dos passageiros, muitos conseguiram se desamarrar e mandar mensagem para familiares e autoridades.

 

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
24 de Fevereiro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Giro Esportivo
« Programa Anterior
Nenhum programa encontrado
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »