Conecte-se conosco

Cultura

Patrimônio do samba: Laíla será homenageado em espetáculo sobre o polêmico carnaval de 89

Estreia está marcada para quinta-feira (9), na Arena do Sesc Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro

Publicado

em

Diretor de Carnaval Laíla

Gênio, líder, polêmico e ícone: quatro palavras que descrevem o diretor de carnaval Luiz Fernando do Carmo, o Laíla. O baluarte será homenageado no espetáculo teatral “Joãosinho & Laíla: Ratos e Urubus, larguem minha fantasia”, relembrando o enredo de 1889.

A estreia está marcada para quinta-feira (9), na Arena do Sesc Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro. A peça ficará em cartaz até o dia 3 de julho, de quinta a domingo. Os ingressos serão vendidos no local, a partir de R$15.

Família de Laíla acompanha ensaio do musical sobre a vida do baluarte.
Família de Laíla acompanha ensaio do musical sobre a vida do baluarte / Foto: Arquivo Pessoal

A família do diretor de carnaval acompanhou os ensaios do espetáculo. Luiz Cláudio Da Silva Ribeiro, filho de Laíla, falou sobre a homenagem. “A expectativa é que seja um sucesso. Todo o elenco tem o coração no meio do samba. Agradeço muito essa homenagem. O legado deixado é imenso. Meu pai merece ser lembrado, principalmente quando o assunto é carnaval. Esta peça também é para a minha irmã Denize, que faleceu dias depois dele. Ela ficava aflita e acompanhava cada passo”, contou.

Marli da Silva Ribeiro, viúva de Laíla, disse que o espetáculo é uma maneira de manter viva a imagem de Luiz Fernando do Carmo. “Vai ser uma peça maravilhosa! Não tenho dúvidas. Está tudo muito bonito e foi feita com extremo carinho e dedicação. É uma forma de matarmos um pouco da saudade, não só do diretor de carnaval, mas também do amigo, companheiro, do grande homem que meu marido foi”, desabafou.

Esposa e filho do diretor de carnaval ao lado do elenco / Foto: Arquivo Pessoal


A história do musical

Foto: Divulgação

A peça irá contar a história do carnaval de 1889 e o polêmico carro alegórico que trouxe a estátua do ‘Cristo Redentor Mendigo’, idealizado por Laíla, assim como a frase “Mesmo proibido, olhai por nós”.

Edio Nunes, diretor do musical, foi um dos responsáveis por retirar os sacos plásticos que cobriam o “Cristo Mendigo”, no desfile das campeãs, em 89. “Jamais esqueci a cena em que nós, os mendigos, arrancávamos o plástico preto que cobria a réplica da estátua do Cristo Redentor, que havia sido censurado pela Igreja e execrado pela mídia. Durante o desfile, a gente foi arrancando aquele plástico, desvelando aquele Cristo, provocando uma comoção.

Laíla será representado pelo ator Cridemar Aquino. “É muito bom trabalhar com uma equipe profissional e muito talentosa. Estou muito feliz em fazer parte do espetáculo que homenageia esses dois ícones do Carnaval carioca. Representar o grande Mestre Laíla é de grande e profunda emoção. Já admirava muito esse profissional”, relatou o artista.

Serviço

Joãosinho & Laíla: Ratos e Urubus, larguem minha fantasia
De 9 de junho a 3 de julho de 2022
De quinta a domingo – Horário: 19h
Local: Arena do Sesc Copacabana
Ingressos: R$ 7,50 (associado do Sesc), R$ 15 (meia-entrada), R$ 30 (inteira)
Endereço: Rua Domingos Ferreira, 160, Copacabana, Rio de Janeiro – RJ
Informações: (21) 2547-0156
Horário de funcionamento da bilheteria: de terça a sexta, das 9h às 20h; e sábados, domingos e feriados, das 13h às 20h
Classificação indicativa: 12 anos

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.