Rio

Policial Militar é dono de veículo danificado por médica agredida no Grajaú

Corregedoria da Pm está acompanhando as investigações sobre o caso

Por Marcelo Silva

(Foto: Reprodução)

O policial militar envolvido nas agressões à médica no Grajaú é o dono do veículo que foi danificado pela anestesista, na região da Zona Norte do Rio.

O sargento do Batalhão de Polícia de Choque, Luiz Eduardo dos Santos Salgueiro, de 43 anos é o dono do Mini Cooper branco que teve o retrovisor e o para-brisa danificados, em um ato de desespero praticado pela médica Ticyana Azambuja.

Em depoimento, a anestesista contou que após diversos contatos com o 190, e de ter solicitado o fim da festa que era realizada em uma casa da rua Marechal Jofre, no último domingo, ela foi até a calçada e destruiu partes do veículo, que pertencia ao policial.

O Mini Cooper é um veículo que pode custar até R$ 180 mil e o salário base de um sargento da polícia militar é de 5 mil reais, variando por causa das gratificações. Sobre o automóvel, o policial deve multas, mensalidades do seguro e taxas de licenciamento.

Procurada, a Polícia Militar afirmou que além de acompanhar o caso, a Corregedoria analisa a conduta do policial que se envolveu em meio às agressões e as transgressões ocorridas durante o evento que descumpria as normas impostas em período de quarentena.

A médica Ticyana Azambuja, de 35 anos, espancada no meio da rua, durante um evento batizado como “Festa da Covid”, no Grajaú, na Zona Norte do Rio. A anestesista, que está na linha de frente no hospital de campanha da Lagoa, disse que foi agredida violentamente por cinco homens, quando foi reclamar do barulho da festa que fica próxima de sua casa.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
13 de Julho de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Giro Esportivo
« Programa Anterior
Nenhum programa encontrado
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »