Esportes

Premiações esportivas deverão ser iguais para homens e mulheres no Rio

Regra estabelece que em caso de descumprimento, os organizadores devem ser multados em dez vezes a diferença constatada na premiação

Por Redação Tupi

Imagem da jogadora de futebol Marta
Futebol (Foto: Divulgação/ Câmara de Vereadores do Rio)

Nesta quarta-feira (20), foi promulgada pelo presidente da Câmara do Rio, o vereador Carlo Caiado (DEM), a uma lei que proíbe a concessão de premiação diferenciada para atletas homens e mulheres, tanto financeira, quanto simbólica, na cidade do Rio de Janeiro.

A norma, de autoria dos vereadores Dr. Gilberto (PTC) e Tânia Bastos (Republicanos), estabelece que o descumprimento da lei vai gerar multa para os organizadores do evento ou da competição. O valor será de dez vezes a diferença constatada na premiação. Os recursos arrecadados serão destinados ao estímulo das práticas esportivas femininas.

Em um levantamento realizado pela BBC de Londres, foi constatado que 30% dos principais eventos esportivos do mundo pagam menos para as mulheres do que para os homens. No futebol, por exemplo, a seleção alemã recebeu 34 milhões de dólares pelo título mundial masculino em 2014, enquanto a seleção japonesa recebeu 1 milhão pela conquista feminina.



recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
27 de Novembro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Programa Francisco Barbosa
« Programa Anterior
17:00 - Super Futebol Tupi
12:00 - Patrulha da Cidade
13:00 - Samba Social Clube
15:00 - Show da Galera
21:00 - Botequim do Mister
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »