Capital Fluminense

Traficantes ordenam suspensão da venda de crack em favelas da Zona Sul

O motivo é a disparada na alta do roubo de metais. Usuários da droga vendiam o produto roubado para poder arrecadar dinheiro e comprar crack

Por Isaac Santos

(Foto: Reprodução / Voz das Comunidades)

Traficantes do Comando Vermelho (CV) passaram a proibir a venda de crack, em favelas da Zona Sul. O que motivou a atitude dos criminosos foi a disparada no roubo de alumínio e outros metais nas regiões de Botafogo, Ipanema e Copacabana.

Os traficantes estão preocupados porque usuários deste tipo de droga migraram de uma cracolândia que havia próximo a comunidade do Jacarezinho, na Zona Norte da Capital e passaram a cometer roubos nas ruas dos bairros da Zona Sul, o que chamou a atenção das polícias civil e militar, e consequentemente atrapalhou a venda de outros tipos de entorpecentes.

Em áudios de whatsapp é possível notar supostos traficantes repassando a ordem para outros criminosos.

“Nós não vende mais crack no morro, entendeu? Não não vende mais no morro, acabamos com as cracolândias. Onde vocês vê, mano, cracudo aglomerado, parado ou subindo no morro, pode botar pra meter o pé. Nós não quer mais cracudo no morro”, disse um dos traficante no áudio.

A migração ocorreu depois da implementação do programa Cidade Integrada, do Governo do Estado, no Jacarezinho. Os objetos de metal roubados eram vendidos a donos de ferros-velhos irregulares próximos do Morro dos Tabajaras. O dinheiro arrecadado pelos usuários eram utilizados para comprar crack no morro Dona Marta e também no Tabajaras.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
20 de Maio de 2022 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Programa Isabele Benito
« Programa Anterior
11:00 - Programa Francisco Barbosa
12:00 - Patrulha da Cidade
15:00 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »