Baixada Fluminense

[VÍDEO] ‘São denúncias infundadas e vazias’, diz vereador de Caxias preso acusado de extorsão

De acordo com a Polícia Civil, Carlos Augusto Pereira seria o chefe de uma organização criminosa que extorquia e lavada dinheiro

Por Tatiana Campbell

Carlos Augusto Pereira, vereador de Duque de Caxias, preso na manhã desta sexta-feira (22), negou chefiar uma organização criminosa que extorquia e lavada dinheiro. O parlamentar falou sobre o caso em entrevista à Super Rádio Tupi.

“Eu tenho certeza. Não sei nem o porque estou aqui. É muito estranho. Depois que eu comecei denunciar alguns fatos da cidade de Duque de Caxias, aparece um mandado de prisão e esse monte de crime aí. Nós estamos aqui para esclarecer à imprensa. Não tem o que esconder”, afirmou o político.

Além do vereador, dois policiais militares também foram presos, Ricardo da Silva dos Santos e Carlos Alexandre da Silva acusados de participarem, junto com o parlamentar, do grupo criminoso.

Vereador “Carlinhos da Barreira” é preso acusado de chefiar organização criminosa acusada de extorsão e lavagem de dinheiro
Vereador “Carlinhos da Barreira” é preso acusado de chefiar organização criminosa acusada de extorsão e lavagem de dinheiro (Foto: Tatiana Campbell/Super Rádio Tupi)

Durante entrevista, Carlos voltou a dizer que não faz parte do esquema criminoso e que não utilizava policiais militares para cometer o crime de extorsão. “Isso é uma denúncia anônima. Eu queria a pessoa que assina por esse fato estar aqui. Ninguém apareceu aqui para falar sobre isso. São denúncias infundadas e vazias”, disse.

Na operação realizada na manhã desta sexta-feira (22), policiais civis cumprem 17 mandados de busca e apreensão em endereços ligados aos denunciados, como a Câmara de Vereadores de Duque de Caxias.

De acordo com as investigações, “Carlinhos da Barreira” emprestava dinheiro a pessoas físicas e exigia, em contrapartida, o pagamento de juros mensais. No caso de uma das vítimas, um empresário do setor de compra e venda de automóveis, o vereador emprestou, em janeiro de 2019, a quantia de R$ 1 milhão, por meio da compra de veículos indicados pelo empresário, e exigiu o pagamento de 3,5% mensais do valor emprestado a título de juros.



recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
18 de Novembro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Patrulha da Cidade
« Programa Anterior
15:00 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »