Sentinelas 15:55h

Gás de cozinha sofre novo aumento de preço

Confira o que foi destaque no Sentinelas desta terça-feira

Por Redação Tupi

(Foto: Erika Corrêa / Divulgação: Super Rádio Tupi)

 

A alta no preço do gás de cozinha já foi percebida pelo consumidor. Somente na última semana de outubro, o botijão de 13 quilos chegou a ser vendido a 105 reais. O valor recebeu um acréscimo de 5 reais em relação à semana anterior, segundo dados da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, a ANP.

Qual o impacto deste aumento no bolso do cliente?

Os preços do gás subiram mais do que a inflação geral. Em outubro, o botijão aumentou 2,07%, enquanto o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, o IPCA-15, avançou 0,94%. No ano, o gás de botijão acumula um avanço de 5,47%, contra uma inflação geral de 2,31%.

O economista Alessandro Azzoni explica reajuste de preços.

 

Azzoni ressalta o impacto do aumento do preço do botijão de gás na inflação.

 

A dona de casa, Silvana Moura, de 61 anos, diz que vai sentir o aumento e que a ocasião não é das melhores para subida de preços.

 

O Economista e Professor da Fundação Getúlio Vargas, Mauro Rochlin, diz que o aumento no preço do botijão de gás vai afetar, em maior proporção, a população de menor renda.

Além da pesquisa de preços, algumas práticas na hora de cozinhar podem fazer com que o botijão de 13 quilos dure um pouco mais. Pré-aqueça o forno pelo tempo necessário. Use panelas proporcionais à boca do fogão. Não abrir e fechar o forno desnecessariamente. Evite colocar o fogão perto de lugares com muito vento. E use sempre que possível a panela de pressão.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
02 de Dezembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Heleno Rotay
« Programa Anterior
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »