Conecte-se conosco

Política

Alexandre de Moraes suspende acordo que previa fundação da Lava Jato com dinheiro recuperado da Petrobras

Ministro do STF também determinou o bloqueio de todos os valores que foram depositados na conta da 13ª Vara Federal de Curitiba

Publicado

em

Foto: Pedro Ladeira/Folhapress

O ministro Alexandre de Moraes, do STF, suspendeu nesta sexta-feira todos os efeitos do acordo celebrado pela força-tarefa da Lava Jato de Curitiba que previa a criação de uma fundação com R$ 2,5 bilhões recuperados da Petrobras. Ele também determinou o bloqueio de todos os valores que foram depositados na conta da 13ª Vara Federal de Curitiba. O ministro submeteu qualquer movimentação desse dinheiro à “expressa decisão do Supremo Tribunal Federal”.

O pacto firmado pela Lava Jato foi muito questionado por diversos órgãos, inclusive a Procuradoria-Geral da República, autora da ação que o ministro analisou. Moraes entende que não havia justificativa legal para que o acordo proposto pela Lava Jato à Petrobras e autoridades americanas fosse homologado pela 13ª Vara de Curitiba. O trato foi aceito pela juíza Gariela Hardt.

De acordo com o ministro Alexandre de Moraes, o acordo não autoriza a força-tarefa ou o Ministério Público Federal a se intitulares tutores do dinheiro reenviado ao Brasil.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.