Conecte-se conosco

Rio

Crimes de violência sexual contra crianças e adolescentes quase dobram, no Rio

Foram registrados mais de 180 processos de estupro de vulnerável no ano passado. Já 2020 teve 95 casos

Publicado

em

reunião TJRJ
(Reprodução: TJRJ)
reunião TJRJ

(Reprodução: TJRJ)

Os crimes de violência sexual contra crianças e adolescentes, no Rio, quase dobraram, em 2021, se comparados com o ano anterior. De acordo com o Observatório Judicial de Violência contra a Mulher do Tribunal de Justiça do Rio, foram registrados mais de 180 processos de estupro de vulnerável no ano passado. Já 2020 teve 95 casos.

Por conta do aumento significativo dos crimes sexuais contra crianças e adolescentes, membros do Tribunal de Justiça do Rio realizaram uma reunião, nesta quarta-feira (23), com representantes do Ministério Público, da Defensoria Pública, da Polícia Civil e da Secretaria Municipal de Saúde do Rio para traçar estratégias, com objetivo de combater a violência sofrida pelos vulneráveis. O encontro foi conduzido pelas juízas integrantes da Coem, Adriana Ramos de Mello, Katerine Jatahy e Luciana Fiala.

Queremos conhecer o trabalho desenvolvido pela prefeitura na área. Nós juízas estamos preocupadas com o encaminhamento das vítimas. A preocupação é estruturar um serviço para ter um olhar diferenciado para quem está com esse tipo de processo na Justiça. Desejamos que as crianças vítimas ou testemunhas de violência tenham um atendimento adequado” explicou a juíza Adriana Ramos de Mello, titular do Juizado de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher da Capital.

Em 2021, foram 1.715 notificações, sendo 485 casos de violência sexual contra crianças (de 0 a 9 anos de idade) e 558 contra adolescentes (de 10 a 19 anos). Em 2022, já são 154 notificações, sendo 43 envolvendo crianças e 39 contra adolescentes.

 

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.