Brasil

Deputado que atacou colega trans assume ser gay

Douglas Garcia, do PSL-SP, disse que nunca quis fazer da opção sexual uma bandeira política

Foto Reprodução

Por Redação Tupi 

Nesta quinta-feita, o deputado estadual, Douglas Garcia, do PSL-SP e vice-presidente do movimento Direita São Paulo, disse que se encontrasse uma transexual em um banheiro feminino, tiraria aos tapas e chamaria a polícia. A deputada estadual Erica Malunguinho, do PSOL, que vem a ser a primeira pessoa trans no parlamento paulista, se sentiu atingida diretamente pelo discurso, e, junto do PSOL, pediu a cassação de Garcia.

Nesta sexta-feira, ele assumiu ser gay, em uma sessão da Assembleia Legislativa de São Paulo. A deputada Janaina Paschoal, também do PSL-SP, foi quem fez o anúncio, pois, de acordo com ela, o deputado não estava apto.

“Ele tomou a decisão e está um pouco abalado, por isso ele pediu para eu fazer a comunicação. Hoje, depois de 25 anos, ele conseguiu conversar com os pais dele e dizer que ele é homossexual”, disse Janaina.

Depois, o próprio deputado tomou o microfone e disse que sempre foi bem resolvido com a opção sexual, e nunca quis causar algum tipo de constrangimento ao PSL, que vem a ser o partido de Jair Bolsonaro, Presidente do Brasil.

“Não diminui em nada as bandeiras que eu venho defendendo aqui na Assembleia Legislativa contra a ideologia de gênero. Eu nunca quis trazer a público porque eu nunca quis fazer disso uma bandeira política, disse Douglas.

 

enquete

Para conseguir um cargo melhor, o chefe deve valorizar o trabalho ou o 'puxasaquismo'?

Carregando ... Carregando ...

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
15 de Outubro de 2019 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Radar Tupi
« Programa Anterior
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »