Conecte-se conosco

Eleições 2022

Eleições 2022: Rádio Tupi recebe André Ceciliano e Clarissa em sabatina ao governo do RJ

Confira os principais pontos do debate

Publicado

em

Clarissa Garotinho (União Brasil) e André Ceciliano (PT) participaram do primeiro debate com os candidatos do Rio ao Senado. A mediação foi feita comunicadora Isabele Benito. A atração também contou com a participação dos jornalistas Luiz Felipe Mello e Márcia Pinho.

Logo no início do programa, os candidatos agradeceram o convite feito pela Super Rádio Tupi, lametaram a ausência dos candidatos Romário (PL), Alessandro Molon (PSB), Cabo Daciolo (PDT) que não aceitaram participar do debate e falaram de suas principais propostas de governo.

O debate foi dividido em três blocos com a primeira pergunta feita por André Siciliano. O candidato foi escolhido por meio de sorteio.

Nos segundo e terceiro blocos duas perguntas também foram feitas. O tempo para cada resposta foi de, no máximo, 2 minutos e 30 segundos com direito à réplica de 30 segundos e tréplica de 1 minuto e 30 segundos caso seja necessário.

Confira abaixo os principais pontos do debate:

Para Clarissa, hoje o estado do Rio de Janeiro não tem uma voz forte e ativa no Senado e, por isso, está concorrendo à vaga.

“Essa falta de uma defesa forte do Rio de Janeiro que me motivou a ser candidata a senadora. Hoje falta uma voz forte no Senado Federal, que esteja presente nos momentos mais importantes do Rio de Janeiro.”

Ceciliano diz que o estado não é bem representado desde a pandamia de Covid-19. Ele aproveitou ainda para afirmar que o senador Romário, que não esteve no debate, não é a melhor pessoa para representar o estado.

“Não foi só no momento da pandemia que nós sentimos falta dos representantes do Rio de Janeiro no Senado. O Romário que ficou oito anos no Senado, vai bem jogando futevôlei na praia da Barra, mas como defensor do Rio de Janeiro deixa muito a desejar”.

Saúde:

André Ceciliano: “Que a gente possa usar a rede que existe dos hospitais federais, para que a gente possa zerar essa vergonhosa fila do Sisreg, que é a fila para exames e cirurgias… para dar dignidade para as famílias.”, disse.

Educação:

Clarissa: “Estarei sempre ao lado do Brasil e do povo do meu estado! Não vou permitir que recursos que deveriam ser usados para infraestrutura e para o nosso transporte sejam usados no exterior…” “É claro que os cortes de gasto (na educação) aconteceram, não fico feliz com isso. Aconteceram em vários setores! Inclusive, todo mundo sabe que as universidades e as escolas ficaram fechadas durante a pandemia. Se elas estão fechadas, têm um custo mais baixo.”, comentou.

“Como deputada federal coloquei verbas em várias universidades do nosso estado. Como senadora não será diferente! O investimento no ensino técnico é, também, muito importante. É o ensino que permite que o jovem esteja mais preparado para o mercado de trabalho. É o ensino técnico, hoje, que paga os melhores salários pros jovens que já saem com uma profissão garantida.”, que completou.

André Ceciliano: “Defendo as universidades públicas. É a obrigação de qualquer parlamentar! Seja deputado federal ou senador. E nós, na assembleia, temos parcerias com a UFRJ, com a UFF, com a UERJ, UESO… nas universidades que está a geração de pesquisa e desenvolvimento, para que a gente possa sair do momento de fome, desalento e desemprego que nos encontramos.”, comentou.

Reforma do judiciário:

André Ceciliano: “Não tenho dúvida que sempre precisamos aprofundar as reformas, melhorar o executivo, o legislativo e o judiciário… mas temos que entender que os poderes são harmônicos!” “Sempre sou a favor de melhorar as estruturas, os aparatos estatais!”, afirmou!

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.