Jornalismo

Exclusivo: Liminar estipula multa de mil reais a cada duas horas caso paciente com câncer não consiga transferência médica

Caso aconteceu em Duque de Caxias, Baixada Fluminense

Por Isaac Santos

Uma família de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense luta para transferir uma paciente que sofre de câncer no reto, além de trombose nas pernas causada pela doença, internada desde o início do mês, no Hospital Adão Pereira Nunes, em Saracuruna. Familiares de Sandra Hellena Martins, de 51 anos, afirmam que ela precisa ser removida com urgência para uma unidade oncológica, mas não consegue vaga.

Ela se trata contra o câncer há cerca de um ano. Os filhos entraram com uma liminar na justiça, para que a mãe seja transferida o quanto antes. O documento estipula multa diária de mil reais a cada duas horas, em caso de descumprimento, tanto para o município de Caxias, quanto para a saúde do Estado do Rio. O filho, Leonardo Lopes fez um desabafo emocionado.

“Em algum lugar tem que ter vaga para minha mãe. Minha mãe não pode morrer para o sistema. O sistema de saúde está acabando com a gente”, desabafou Leonardo Lopes, filho de Hellena.

Em nota, a Prefeitura de Duque de Caxias, disse que Sandra Helena Martins Oliveira foi inserida no Sistema Estadual de Regulação (SER RJ). A Secretaria de Saúde do município da Baixada esclareceu que a cidade não tem gerência sob o Sistema Estadual de Regulação, que é  administrado pelo Governo Estadual. A Secretaria de Estado de Saúde ainda não respondeu a solicitação feita pela reportagem da Super Rádio Tupi.

Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
21 de Janeiro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Nenhuma programação disponível
« Programa Anterior
20:00 - Super Futebol Tupi
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »