Conecte-se conosco

Capital Fluminense

Justiça nega relaxamento de prisão de sogros acusados de manter jovem em cárcere privado

Na mesma decisão juíza da comarca de Niterói marcou a primeira audiência de instrução e julgamento do caso

Publicado

em

Justiça nega relaxamento de prisão de sogros acusados de manter jovem em cárcere privada
(Justiça nega relaxamento de prisão de sogros acusados de manter jovem em cárcere privada/Reprodução)
Justiça nega relaxamento de prisão de sogros acusados de manter jovem em cárcere privada

(Justiça nega relaxamento de prisão de sogros acusados de manter jovem em cárcere privado / Reprodução)

A Justiça do Rio aceitou a denúncia contra os sogros de uma jovem de 22 anos que foi mantida em cárcere privado presa, agredida e que sofreu estupro na casa dos acusados, na cidade de Niterói, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

A decisão é da juíza Claudia Monteiro Albuquerque, da 2ª Vara Criminal de Niterói. No mesmo documento a magistrada marcou para o dia 2 de junho a primeira audiência de instrução e julgamento do caso.

A juíza também negou o relaxamento de prisão da ré, a única que continua presa. O então sogro da vítima acusado de ter cometido estupro contra ela foi solto após manifestação do Ministério Público, que alegou que o crime teria sido cometido em outra comarca e deveria ser investigado e denunciado por lá.

Caso denunciado pelo jornalismo da Super Rádio Tupi no Programa Cidinha Livre

A jovem foi resgatada pela Polícia Militar em março deste ano. A moça foi mantida em cárcere privado pelos sogros, durante cinco meses, em Maricá, na Região Metropolitana.

Ela conheceu o namorado, que é presidiário, pela internet. Depois de alguns meses foi convencida pela mãe do rapaz a morar com os sogros. No início, ela recebia presentes e era levada pela família do companheiro a lugares caros. Tempos depois ela passou a ser agredida pela sogra e chegou a ser estuprada pelo sogro. Em determinada ocasião a menina chegou a ser agredida por quatro horas e meia.

Além disso, a jovem era monitorada por câmeras durante o período em que esteve no cárcere privado. Os sogros foram presos e um homem, que se apresentou como amigo do casal foi conduzido à delegacia na condição de suspeito por compactuar com os crimes.

Ela só foi resgatada depois que a mãe dela começou a desconfiar do comportamento da filha durante troca de mensagens e resolveu investigar o caso. Foi quando a família da vítima decidiu sair em busca da jovem.

Na chegada ao local a mulher abordou uma viatura da PM e pediu ajuda. Os militares foram até a casa onde a vítima estava e resgataram a jovem.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.