Brasil

Ministro da Defesa diz que sargento preso com cocaína na Espanha será julgado sem condescendência

'Esse lamentável caso é fato isolado no seio das Forças Armadas', afirmou o Ministro da Defesa

Por Redação Tupi

Foto: Twitter/FAB

Em entrevista coletiva, na tarde desta quinta-feira, o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Lima, explicou o caso do militar da Aeronáutica brasileira, que estava na aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB), e que foi preso pela polícia espanhola, no aeroporto de Sevilha, com 39 quilos de cocaína na mala divididos em 37 pacotes.

“O caso é inadmissível. O processo militar foi instalado pelo Comitê da Aeronáutica. Agiremos com total transparência. O militar será julgado sem condescendência. Não vamos admitir criminosos entre nós. Nesse caso houve a quebra da confiança. Esse lamentável caso é fato isolado no seio das Forças Armadas que possuem a maior credibilidade com a população brasileira”, afirmou o ministro.

O major Daniel Oliveira, porta-voz da Força Aérea Brasileira, também comentou a situação envolvendo a prisão do sargento que estava na comitiva presidencial.

“O Comando da Aeronáutica reitera que o desvio de valores não representa a nossa conduta. Reforçamos o compromisso com o rigor das investigações. Será prioridade na investigação e na colaboração com as autoridades”.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
10 de Julho de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Apolinho
« Programa Anterior
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »