Conecte-se conosco

Patrulhando a Cidade

Pai de santo é preso acusado de abusar sexualmente de fiéis em troca de ‘limpeza espiritual’

Homem praticava o crime há mais de 10 anos

Publicado

em

Imagem pai de santo preso.
Foto: Divulgação/Enildo Viola
Imagem pai de santo preso.

Foto: Divulgação/Enildo Viola

A Polícia Civil prendeu temporariamente o pai de santo Mario Luiz da Silva, conhecido como Pai Mario, de 53 anos, suspeito estuprar pelo menos cinco mulheres, uma delas, uma menina que sofria abusos desde os 7 anos. De acordo com as investigações, o crime já acontecia há 10 anos.

Em depoimento, o pai de santo alegou que a violência sexual acontecia em troca de uma ‘limpeza espiritual’ nas supostas vítimas. Os abusos teriam acontecido, em Senador Vasconcelos, na Zona Oeste do Rio.

O caso é investigado na delegacia de Campo Grande e foi registrado como estupro, estupro de vulnerável e posse sexual mediante fraude. As mulheres relataram que o Mario Luiz as ameaçava caso contassem para alguém.

A Polícia Civil informou ainda que no início do mês duas mulheres, uma delas a enteada do pai de santo, procuraram a delegacia para registrar a ocorrência. O delegado Davi Rodrigues, responsável pelo caso, contou o que a enteada relatou para os agentes:

“A primeira é enteada do pai de santo e relatou que sofreu abusos sexuais onde o mesmo queria forçar relação sexual com ela. Ele dizia que a opção sexual, já que ela optou pela homossexualidade, dizia que ela iria gostar de ter relação com homem”, explicou o delegado.

O pai de santo também é suspeito de registrar alguns dos abusos em fotos e vídeos. Dois celulares foram apreendidos e irão passar por perícia.

De acordo com o Tribunal de Justiça, a prisão temporária é importante para as investigações já que, segundo o TJ, o pai de santo solto poderia “criar obstáculos ao andamento do inquérito, com possível coação de testemunhas ou empreendendo fuga”.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *