Baixada Fluminense

Pela terceira vez defensora pública acusada de injúria racial falta depoimento na Delegacia de Niterói

Segundo os advogados, Cláudia Alvarim Barrozo não pode comparecer ao depoimento por motivos de saúde.

Por Marcelo Silva

Defensora pública aposentada é acusada de injúria racial
Defensora pública aposentada é acusada de injúria racial – Foto: Reprodução/Redes Sociais

Pela terceira vez, a defensora pública aposentada que agrediu verbalmente dois entregadores com ofensas raciais faltou ao depoimento marcado, na delegacia de Itaipu, em Niterói.

De acordo com os advogados, Cláudia Alvarim Barrozo não pode comparecer ao depoimento por motivos de saúde.

Além disso, a defesa também disse que iria apresentar aos investigadores comprovantes médicos do estado de saúde da acusada.

Cláudia já deixou de prestar esclarecimentos sobre as acusações outras duas vezes nas duas últimas semanas.

A primeira falta aconteceu no dia 5 de maio, dias após o boletim de ocorrência ser registrado contra a defensora.

Na ocasião, a Cláudia alegou estar com problemas pessoais e que prestaria depoimento de forma voluntária na semana seguinte.

Já nesta semana, na última terça-feira (10), a mulher foi intimada mais uma vez, porém, também não compareceu e não explicou o motivo da ausência.

Cláudia Alvarim Barrozo é acusada de chamar um entregador de ‘macaco’ durante uma discussão em um condomínio de luxo em Itaipu, na Região Ocêanica de Niterói.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
14 de Maio de 2022 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Programa Francisco Barbosa
« Programa Anterior
17:00 - Super Futebol Tupi
12:00 - Patrulha da Cidade
13:00 - Samba Social Clube
15:00 - Show da Galera
21:00 - Botequim do Mister
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »