Política

PF prende quatro em operação que investiga hacker que invadiu celular de Moro

A Polícia Federal já cumpriu mandados de busca e de prisão temporária em São Paulo, Araraquara e Ribeirão Preto

Por Redação Tupi

Nesta terça-feira, a Polícia Federal cumpriu quatro mandados de prisão temporária e sete de busca e apreensão no qual os alvos são suspeitos de envolvimento na invasão de celulares do ministro Sergio Moro. Os agentes prenderam 4 suspeitos de envolvimento na invasão do celular do ministro. De acordo com os agentes, as prisões e buscas são de supostos hackers ou de pessoas que teriam atuado junto com eles. As informações foram divulgadas por Camila Bomfim, da TV Globo.

Ainda segundo a PF, os mandados foram executados nas cidades de São Paulo, Araraquara e Ribeirão Preto. O  juiz Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara da Justiça Federal, em Brasília, que autorizou as buscas e prisões.

A operação, batizada de Spoofing tem o objetivo de “desarticular organização criminosa que praticava crimes cibernéticos”. Segundo a PF, quatro inquéritos já foram instaurados para investigar o vazamento de mensagens do celular do ministro da Justiça.

Já no caso de Moro, os investigadores trabalham com a hipótese de uma ação orquestrada e há a suspeita de que a invasão ao celular do ministro tenha sido planejada. Os agentes afirmaram que estão colhendo indícios sobre a autoria, sobre quem teve acesso de forma ilegal a conversas privadas do ministro e sobre o método utilizado pelos hackers.

recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
12 de Novembro de 2019 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Programa Cristiano Santos
« Programa Anterior
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »