Capital Fluminense

Polícia indicia diretor de cinema acusado de divulgar cena de nudez

Diretor é acusado também de coagir atores de participar de cenas simulando sexo

Por Marcelo Silva

5ª DP MEM DE SÁ
(Foto: Reprodução)

O diretor de cinema e audiovisual Givaldo dos Santos Serafim, de 54 anos, foi indiciado pelos crimes de assédio sexual, injúria por preconceito e divulgação de cenas de nudez, sem autorização dos atores. O profissional é acusado também de coagir atores de participar de cenas simulando sexo, durante as filmagens que eram realizadas em seu estúdio, na Glória, na Zona Sul do Rio.

Segundo o delegado Bruno Gilaberte, da Delegacia da Mem de Sá, os atores prestaram queixa na delegacia contra a forma de agir de Serafim. De acordo com o inquérito aberto na unidade que investiga o caso, Serafim chegou a dizer que caso as cenas não fossem gravadas, ele ameaçava prejudicar a carreira dos artistas.

Ele foi preso, em setembro de 2012, pela Delegacia de Crimes Contra a Propriedade Imaterial da Polícia Civil de Pernambuco acusado de ser um dos maiores fornecedores de mídias piratas do Recife. No entanto, apesar de todas essas acusações, o diretor responde processo em liberdade.

 

 

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
16 de Maio de 2022 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Heleno Rotay
« Programa Anterior
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »