Conecte-se conosco

Justiça

Policial condenado pela morte do filho de Carlinhos de Jesus perde cargo público

Dudu foi morto em novembro de 2011, quando saía de um bar em Realengo, na Zona Oeste

Publicado

em

Carlinhos de Jesus com o filho
(Reprodução)
Carlinhos de Jesus com o filho

(Reprodução)

O policial militar Miguel Ângelo da Silva Medeiros perdeu o cargo público por determinação da Justiça do Rio. O PM foi condenado pela morte do músico Carlos Eduardo Menezes de Jesus, o Dudu, filho do coreógrafo Carlinhos de Jesus. A juíza Tula Mello, da 1ª Vara Criminal mandou, nesta quinta-feira (03), cessar imediatamente os pagamentos do salário ao policial e pediu o desligamento dele das funções.

A sentença que condenou Miguel Ângelo a 16 anos e quatro meses de prisão é de 2017. No entanto, segundo o Código Penal, a perda do cargo de servidor público só pode acontecer após o trânsito em julgado do processo, quando não cabem mais recursos. Dudu foi morto em novembro de 2011, quando saía de um bar em Realengo, na Zona Oeste do Rio. Ele foi atingindo por disparos feitos por dois homens que estavam em uma motocicleta.

Quatro pessoas foram acusadas de participação na morte do músico. O desligamento do policial do cargo só aconteceu após mais de dez anos do crime. Na época, o também PM André Pedrosa, foi acusado de ter informado a Miguel a localização da vítima. Ele acabou absolvido pelos jurados que concluíram não haver provas no processo que o incriminassem.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *