Conecte-se conosco

Capital Fluminense

Prefeitura dá aval para estudo sobre transporte hidroviário para desafogar trânsito a Barra

Segundo a prefeitura do Rio estudis irão detalhar por exemplo, quantidades de linhas necessárias, trajetos específicos, tipos de embarcação e locais das estações.

Publicado

em

Prefeitura do dá aval para estudo sobre transporte hidroviário para desafogar trânsito a Barra
A informação foi confirmada na manhã desta quarta-feira (08), pela Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região Portuário do Rio

A Prefeitura do Rio estuda implantar terminais aquaviários para melhorar a mobilidade urbana em alguns bairros da Zona Oeste do Rio. 

A informação foi confirmada na manhã desta quarta-feira (08), pela Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região Portuário do Rio.

O novo sistema deverá integrar pontos chaves da região como os bairros do Recreio dos Bandeirantes, Rio das Pedras além da área onde está localizado o Parque Olímpico.

O presidente da Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região Portuário do Rio, Gustavo Guerrante fala que o projeto visa desafogar o trânsito da região.

“Nós vemos dois potenciais públicos que passarão a usar o transporte aquaviário: a pessoa que mora no Recreio, Curicica ou Rio das Pedras, por exemplo, e se desloca de carro hoje pela Barra até o Metrô; e quem usa outros transporte públicos como ônibus municipais – sujeitos ao trânsito – e que podem fazer integração com o Metrô sem ficar parado no engarrafamento.” afirmou o presidente da CDURP.

Segundo a prefeitura do Rio são estes estudos que detalharão, por exemplo, quantidades de linhas necessárias, trajetos específicos, tipos de embarcação e locais das estações.

Também será alvo dos estudos a instalação de uma marina na região do Quebra-Mar da Barra. Outro foco da exploração pela concessionária é o transporte turístico principalmente na Lagoa do Marapendi, com maior potencial para circulação de embarcações de lazer.

Depois de receber os resultados a Prefeitura avaliará as propostas. O passo seguinte, após possíveis alterações no projeto apresentado, é a publicação da licitação entre o fim deste ano e o início de 2023.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.