Brasil

Rio de Janeiro é o metro quadrado mais caro do Brasil em março, diz pesquisa

O valor médio do metro quadrado no Brasil foi de R$ 7, 176 mil no mês passado

(Foto: Reprodução)

De acordo com o Índice FlipZap, correspondente aos preços dos imóveis anunciados, a média do valor do metro quadrado no Brasil foi de R$ 7, 176 mil, em março. Com base nisso, uma residência padrão de 65 m² sairia por volta de R$ 466,44 mil. Os dados foram divulgados nessa quarta-feira.

Quando os comparados aos dados do mês anterior de fevereiro, o índice mostrou estabilidade, variando apenas 0,02% no total. Já quando é feita a mesma comparação com os dados de janeiro a março, a variação chega a 0,24% a mais nos imóveis novos.

Segundo o que foi divulgado, o metro quadrado mais caro do Brasil continua sendo o da cidade do Rio de Janeiro. Em média, os interessados em comprar um imóvel na cidade maravilhosa terá de desembolsar R$ 9,474 mil por cada metro quadrado. Já o mais barato do Brasil se encontra no município mineiro de Betim, onde o custo é de apenas R$ 3,065 mil. Entre as capitais, o metro quadrado mais em conta é o de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. Lá, cada pedaço de terreno saí por uma média de R$ 4,038 mil.

O cálculo do índice é feito com base no preço médio de imóveis de 50 cidades brasileiras, de acordo com anúncios de venda publicados em sites online.

enquete

Roberto Carlos 80 anos: Qual música do cantor é a sua preferida?

Carregando ... Carregando ...


AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
20 de Abril de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Programa Alexandre Ferreira
« Programa Anterior
02:00 - Na Companhia Do Garcia
04:00 - Show do Mário Belisário
06:00 - Show do Antônio Carlos
08:00 - Show do Clóvis Monteiro
10:00 - Programa Isabele Benito
11:00 - Programa Francisco Barbosa
12:00 - Patrulha da Cidade
15:00 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »