Política

Telegram afirma que não houve hackeamento do aplicativo

De acordo com a empresa, os conteúdos das conversas deve ter sido vazado através do repasse de uma fonte

Por Redação Tupi

De acordo com a empresa, os conteúdos das conversas deve ter sido vazado através do repasse de uma fonte
(Foto: Reprodução)

Nesta terça-feira, o aplicativo de troca de mensagens Telegram garantiu que seu software não foi hackeado. O pronunciamento da empresa foi motivado pelas reportagens do site “The Intercept Brasil”, publicadas no último domingo, que revelaram diálogos do então juiz federal, atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro com procuradores da Lava-Jato, durante as investigações e julgamentos de casos oriundos da operação.

De acordo com a empresa, o site deve ter obtido os conteúdos das conversas através do repasse de uma fonte e não da invasão do sistema do aplicativo. Pelo Twitter, o Telegram comunicou: “Não há evidência de nenhuma invasão. É mais provável que tenha sido malware (um tipo de vírus) ou alguém que não esteja usando uma senha de verificação em duas etapas”.

Comentários
enquete

Usar as redes sociais é uma boa maneira de terminar um relacionamento?
Carregando ... Carregando ...


AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
15 de Setembro de 2019 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Super Futebol Tupi
« Programa Anterior
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »