Política

Telegram afirma que não houve hackeamento do aplicativo

De acordo com a empresa, os conteúdos das conversas deve ter sido vazado através do repasse de uma fonte

Por Redação Tupi

De acordo com a empresa, os conteúdos das conversas deve ter sido vazado através do repasse de uma fonte
(Foto: Reprodução)

Nesta terça-feira, o aplicativo de troca de mensagens Telegram garantiu que seu software não foi hackeado. O pronunciamento da empresa foi motivado pelas reportagens do site “The Intercept Brasil”, publicadas no último domingo, que revelaram diálogos do então juiz federal, atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro com procuradores da Lava-Jato, durante as investigações e julgamentos de casos oriundos da operação.

De acordo com a empresa, o site deve ter obtido os conteúdos das conversas através do repasse de uma fonte e não da invasão do sistema do aplicativo. Pelo Twitter, o Telegram comunicou: “Não há evidência de nenhuma invasão. É mais provável que tenha sido malware (um tipo de vírus) ou alguém que não esteja usando uma senha de verificação em duas etapas”.

recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
12 de Novembro de 2019 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Programa Cristiano Santos
« Programa Anterior
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »