Rio

Trens e barcas vão ter aumento de passagens em fevereiro

Resolução foi publicada no Diário Oficial do Estado nesta quarta-feira

Por Marcos Antonio de Jesus

(Foto: Divulgação)

As tarifas dos trens e das barcas vão ficar mais caras a partir do mês de fevereiro. A Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários e Metroviários e de Rodovias do Estado do Rio de Janeiro (Agetransp) aprovou os reajustes anuais para os serviços públicos de transportes aquaviário e ferroviário válidos para 2021, de acordo com os valores sugeridos pela Câmara Técnica com base nos contratos de concessão.

A resolução foi publicada no Diário Oficial do Estado nesta quarta-feira. As passagens dos trens da SuperVia serão as primeiras a subir. O reajuste começa a ser aplicado a partir do dia 2 de fevereiro, quando a tarifa será reajustada dos atuais R$ 4,70 para R$ 5,90, 25,5% em relação ao valor atual.

Já as barcas vão ter reajuste a partir de 12 de fevereiro de 2021, quando a tarifa atual, no valor de R$ 6,50 será reajustada para R$ 6,90, representando uma diferença de 6,1%. A Agetransp também aprovou reajuste para a linha seletiva Charitas, que passa de R$ 18,20 para R$ 19.

A Supervia disse por meio de nota que a Agetransp homologou o reajuste anual da tarifa unitária do serviço de transporte ferroviário de passageiros, previsto contratualmente pela variação do IGP-M, no valor máximo de até R$ 5,90, que passará a vigorar em 2 de fevereiro de 2021.

O Consórcio diz ainda que o Governo do Estado do Rio está em tratativas com a SuperVia para avaliar as medidas possíveis para reduzir os impactos do reajuste aos passageiros, preservando as características do Contrato de Concessão e garantindo o equilíbrio econômico financeiro da concessionária.

A SuperVia lembra ainda que, em função da pandemia do coronavírus, desde março de 2020 acumula uma perda financeira de R$ 292 milhões resultado da redução de 67 milhões de passageiros no período. A concessionária, assim como os outros modais de transporte público do Rio de Janeiro, depende exclusivamente da venda das passagens para dar continuidade à prestação do serviço público de transporte e não conta com qualquer subsídio do governo.

A expectativa inicial da SuperVia era que recuperação completa de clientes se daria no segundo semestre de 2021. Mas a crise econômica do país e o aprofundamento da crise no Rio de Janeiro alteraram a previsão para a retomada da demanda, que agora deve ocorrer apenas no final de 2022 ou início de 2023.

 

 



recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
26 de Janeiro de 2022 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Cidinha Livre
« Programa Anterior
15:00 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »