Coronavírus

No pior momento da pandemia, a vacinação é a esperança de dias melhores

Apesar de lenta, a imunização já contemplou milhões de pessoas em todo o país. Dentre elas, grandes nomes da cultura e das artes

Por Diogo Sampaio

Apesar de lenta, a imunização já contemplou milhares de pessoas em todo o país. Dentre elas, grandes nomes da cultura e das artes
(Foto: Montagem/Super Rádio Tupi)

O Brasil vive atualmente o cenário mais grave da pandemia do novo coronavírus. De acordo com dados divulgado pelo Ministério da Saúde, o país registrou 3.438 óbitos por Covid-19 no último sábado (27). O número é a segunda maior quantidade de mortes já notificadas pela doença, em um único dia, desde o começo da crise sanitária por aqui.

A marca trágica só não superou as 3.650 mortes causadas pelo coronavírus contabilizadas na última sexta-feira (26), quando o Brasil bateu o indesejável recorde de óbitos em 24 horas, pela segunda vez, em menos de uma semana. Antes, na terça-feira (23), o país tinha ultrapassado, até então pela primeira e única vez, as três mil mortes pela doença em um único dia, ao somar 3.251 vidas perdidas para Covid-19.

Em meio a este agravamento do cenário pandêmico, a vacinação, que é a única arma comprovadamente eficaz no combate ao coronavírus, segue ainda em ritmo lento. Ao longo de dez semanas, desde a primeira aplicação no dia 17 de janeiro de 2021 até o fim da noite de sábado (27), 15.282.128 pessoas receberam a primeira dose, o correspondente a 7,22% da população brasileira. Se o recorte considera apenas aqueles que receberam as duas doses, o total caí para 4.679.944 pessoas, o que representa 2,21% dos residentes no país.

Apesar destes números nada animadores relacionados à vacinação no Brasil, retirados do painel CoronavirusBot que compila dados das secretarias estaduais de Saúde, há motivos para se manter esperançoso. Somente nesse sábado, nomes como o cantor Djavan e o ator Tony Ramos receberam a primeira dose da vacina contra Covid-19. Tratam-se de duas figuras com enorme legado para cultura brasileira, seja ela musical ou dramatúrgica, que deram o primeiro passo rumo à imunização.

Ambos, ao compartilharem registros do momento, fizeram questão de chamar atenção para importância do ato, enaltecendo a ciência e os profissionais de saúde. Um gesto que parece pequeno, porém em tempos de negacionismo, se torna gigante.

Além de Djavan e Tony, muitos outros grandes nomes da arte já receberam a vacina. Fernanda Montenegro, Chico Buarque, Caetano Veloso, Lima Duarte, Zezé Motta, Elza Soares, Rita Lee, Sílvio Santos, Gilberto Gil e muitos outros grandes nomes estão nesta lista. É a preservação daqueles que são baluartes do que de mais rico o Brasil pode oferecer ao mundo e as futuras gerações: a cultura de seu povo!

Abaixo, confira alguns dos mais diversos artistas já vacinados:

Chico Buarque

Caetano Veloso

Elza Soares

Fernanda Montenegro

Gilberto Gil

Ary Fontoura

José de Abreu

Rita Lee

Gal Costa

Glória Menezes e Tarcísio Meira

Lima Duarte

Alcione

Nelson Sargento

Milton Nascimento

Djavan

Ana Maria Braga

Renato Aragão

Fagner

Erasmo Carlos

Comentários
enquete

Quem você acha que o Caio vai votar hoje no BBB 21?

Carregando ... Carregando ...


AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
11 de Abril de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Super Futebol Tupi
« Programa Anterior
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »