Internacional

Ruth Bader Ginsburg, juíza mais antiga da Suprema Corte dos EUA, morre aos 87 anos

Com a morte de Ginsberg, uma batalha política deve ser desencadeada para saber quem irá sucedê-la

Por Redação Tupi

Ruth Bader Ginsburg (Foto: Reprodução)

Ruth Bader Ginsburg, a juíza mais antiga da Suprema Corte dos Estados Unidos morreu, nesta sexta-feira (18), aos 87 anos, vítima de um câncer no pâncreas.

Ginsburg foi diagnosticada com a doença no ano passado e, desde o início desde ano, passava por quimioterapia para tratar o câncer.

A ex-juíza serviu, por 27 anos a mais importante Corte do país. Ela era vista como parte da ala liberal do tribunal, além de ter sido a segunda mulher a ocupar uma cadeira no mais alto tribunal americano.

“Nós na Suprema Corte perdemos uma querida colega. Estamos em luto, mas confiantes de que as gerações futuras vão lembrar de Ruth Bader Ginsburg como nós a conhecemos, uma resoluta campeã da Justiça.”, diz o comunicado.

Com a morte de Ginsberg, uma batalha política vai ser desencadeada para saber quem irá sucedê-la. Desde que assumiu a presidência, Trump nomeou dois juízes para a Suprema Corte. Agora, a preocupação é com a possibilidade de uma sucessora ou sucessor com tendência conservadora.

Vale lembrar que nos Estados Unidos, os juízes da Suprema Corte têm mandato vitalício ou podem se decidir aposentar.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
24 de Outubro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Super Futebol Tupi
« Programa Anterior
21:00 - Show de Bola
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »