Conecte-se conosco

Justiça

Justiça mantém prisão temporária de filha acusada de aplicar golpe milionário em idosa

Sabine Boghici e outros três suspeitos passaram por audiência de custódia nesta sexta-feira (12)

Publicado

em

Sabine Coll Boghici
(Foto: Reprodução)

O Tribunal da Justiça do Rio decidiu manter, em audiência realizada nesta sexta-feira (12), a prisão temporária da atriz Sabine Coll Boghici. Ela é acusada de aplicar um golpe milionário na própria mãe de 82 anos, viúva do colecionador de arte Jean Boghici.

A decisão é da juíza Ariadne Villela Lopes, da Central de Custódia de Benfica. Para a magistrada, a prisão temporária expedida pela 23ª Vara Criminal da Comarca da Capital é válida e segue regular.

Além de Sabine Boghici, outros três acusados também permanecerão detidos. Rosa Stanesco Nicolau e Jacqueline Stanesco Gouveia, que se apresentavam como falsas videntes, além do filho de Rosa, identificado como Gabriel Nicolau Traslavina Hafliger, também passaram por audiências de custódia distintas nesta sexta e tiveram suas prisões mantidas.

Durante a realização da audiência, a defesa de Rosa informou que está reunindo documentação para pleitear a revogação da prisão temporária. Já defesa de Jacqueline requereu o fim da detenção, alegando que nada de ilícito foi encontrado com a custodiada, tampouco restou comprovado seu vínculo com os demais presos na operação. O pedido, no entanto, foi indeferido pela juíza Mariana Tavares Shu, que esteve à frente da audiência.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.