Justiça

Ministério Público recorre de decisão que desmembrou processo de Witzel

Se o embargo de declaração do MPF for aceito na íntegra, o julgamento de admissibilidade da denúncia deverá ser retomado pelo STJ

Por Marcos Antonio de Jesus

(Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)

O Ministério Público Federal apresentou um recurso junto ao Superior Tribunal de Justiça em que pede a revisão da decisão que desmembrou o processo em que o governador afastado Wilson Witzel se tornou réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. No julgamento do dia 11 de fevereiro, em que a denúncia do MPF foi aceita e Witzel foi afastado por mais um ano, a corte decidiu enviar o processo contra os demais acusados, entre eles a primeira-dama Helena Witzel, o ex-secretário Lucas Tristão e o empresário Mário Peixoto, para a Justiça estadual do Rio.

Se o embargo de declaração do MPF for aceito na íntegra, o julgamento de admissibilidade da denúncia deverá ser retomado pelo STJ. Caso o pedido seja negado, o MPF solicita, ainda, que o processo seja então remetido à 7ª Vara Criminal da Justiça Federal do Rio, comandada pelo juiz Marcelo Bretas, responsável pelo inquérito da operação Favorito, que investiga a corrupção na contratação de Organizações Sociais pelo Governo do Estado do Rio.

 

 

Comentários
enquete

Quem deve ser eliminado do BBB21?

Carregando ... Carregando ...


AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
20 de Abril de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Radar Tupi
« Programa Anterior
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »