Justiça

STJ anula testamento favorável e ‘Viúva da Mega-Sena’ fica sem direito à herança

Adriana Ferreira Almeida Nascimento foi condenada a 20 anos de prisão pela morte de Renné Senna

Por Redação Tupi

Adriana e Renné
Adriana Ferreira Almeida Nascimento foi condenada a 20 anos de prisão pela morte de Renné Senna
(Foto: Reprodução/TV Globo)

O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) anulou o testamento que beneficiava Adriana Ferreira Almeida Nascimento, mais conhecida como “Viúva da Mega-Sena”. Adriana era esposa do ex-lavrador Renné Senna, que ganhou R$ 52 milhões na loteria em julho de 2005 e foi morto com quatro tiros em um bar de Rio Bonito, na Região Metropolitana do Rio, em janeiro de 2007.

Na decisão, o STJ negou um recurso de Adriana e confirmou uma decisão de 2018 da 17ª Câmara Cível do Rio, que anulou o testamento de Renné Sena que dava metade do patrimônio para ela. De acordo com a sentença, Renne foi “manipulado” pela esposa, que já teria um plano para matá-lo. Por esse motivo, o judiciário  determinou que a “Viúva da Mega-Sena” não ficará com nenhuma parte da herança.

Em 2016, Adriana foi condenada a 20 anos de prisão pela morte de Renné. Porém, ela só foi presa no ano de 2018, na cidade de Tanguá, na Região Metropolitana do Rio.

Vale destacar também que, em março deste ano, Renata Sena, filha de Renné, foi autorizada a receber metade do valor do patrimônio do pai, avaliado em R$ 120 milhões. Já outra parte da herança será dividida com os irmãos do ex-lavrador.



Comentários

Botão Calendário de Vacinação



AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
19 de Junho de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Super Futebol Tupi
« Programa Anterior
21:00 - Show de Bola
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »