Patrulhando a Cidade

Dentista é presa acusada de mandar matar o marido para receber R$ 200 mil de seguro

Polícia afirma que Karina Lepre Franco pretendia receber R$ 200 mil de indenização e seguro de vida

Por Luiz Walcyr

(Foto: Divulgação / Polícia Civil)

A Polícia Civil divulgou, nesta sexta-feira (18), a prisão de uma dentista acusada de mandar matar o próprio marido.

De acordo com as investigações, Karina Lepre Franco planejou o assassinato de Vagner Franco, em fevereiro de 2019, para receber o valor de R$ 200 mil de indenização e seguro de vida. Ela foi presa, nesta quinta-feira (19), pelo crimes de homicídio e ocultação de cadáver.

Franco era gerente de uma empresa petrolífera. Ele desapareceu, em 7 de fevereiro do ano passado, após sair do consultório de Karina, na região conhecida como Terreirão, no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio. O corpo da vítima foi encontrado em uma praia de Rio das Ostras, na Região dos Lagos, com perfurações de arma de fogo e com o abdômen cortado.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, o miliciano Anderson do Nascimento Marinho, conhecido como “Thor”, teria recebido o aproximadamente R$ 10 mil para cometer o crime.

“Thor” e Karina se conheceram quando o criminoso foi ao consultório cobrar taxas impostas pela milícia que atua no Terreirão.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
24 de Novembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Apolinho
« Programa Anterior
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »