Conecte-se conosco

Capital Fluminense

Operação no Complexo da Maré termina com pelo menos sete mortos e 26 presos

Objetivo da ação foi coibir as tentativas de investidas de uma facção criminosa contra outra nesta região

Publicado

em

Operação foi encerrada após quase 12 horas no Complexo da Maré. Equipes reforçam o policiamento nas vias expressas.
Equipes reforçam o policiamento nas vias expressas (Foto: Reprodução)

Após quase doze horas, as polícias Civil e Militar encerraram, já na noite desta segunda-feira (26), a operação no Complexo da Maré, em Bonsucesso, na Zona Norte do Rio. A ação na região terminou com pelo menos sete mortos e 26 presos, além de diversos materiais apreendidos.

A operação na região teve início ainda no fim da madrugada desta segunda e contou com 120 homens do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e 60 da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core), além de agentes do Batalhão de Ações com Cães (BAC). Houve emprego ainda de seis veículos blindados e duas aeronaves.

O objetivo da ação foi coibir as tentativas de investidas de uma facção criminosa contra outra nesta região. Por conta disso, o efetivo atuou nas comunidades Vila do João, Vila dos Pinheiros, Baixa do Sapateiro e Timbau.

Ao longo da operação, diversas vias importantes chegaram a ser interditadas por conta de tiroteios ou de protestos tanto de moradores quanto de bandidos. Entre elas, a Linha Amarela, a Linha Vermelha e a Avenida Brasil. Equipes do Batalhão de Rondas Especiais e Controle de Multidão (RECOM) e do Batalhão de Polícia de Choque (BPCHq) precisaram ser deslocados para reforçar a região.

Policiamento na Linha Amarela, altura do morro do Timbau
Policiamento na Linha Amarela, altura do Morro do Timbau (Foto: Reprodução)

Depois da conclusão da operação, o porta-voz da Polícia Militar, o tenente-coronel Ivan Blaz, conversou com a reportagem da Super Rádio Tupi. Ele destacou que o policiamento seguirá reforçado na região e nas vias expressas no entorno.

“A Polícia Militar prioriza agora a segurança dos acessos à comunidade. Por isso, nossos agentes estão realizando um cerco nas vias expressas, garantindo assim a segurança de quem trafega na Linha Vermelha, na Linha Amarela e na Avenida Brasil. Policiais do RECOM, do Batalhão de Choque, dos batalhões da área estão todos empenhados nessa intensificação do policiamento na região”, enfatizou.

Além disso, o porta-voz da PM relatou que as ocorrências envolvendo a ação desta segunda-feira já foram encaminhadas para a Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) e para a 21ª Delegacia de Polícia (DP) de Higienópolis. “A operação ela ainda terá desdobramentos. Ela faz parte de um contexto para coibir a ação dessas quadrilhas que tentam investir umas contra às outras causando aquele cenário de guerra por disputa de território que já observamos aqui no Rio de Janeiro. Precisamos impedir que esses criminosos hajam dessa forma”, assegurou.

De acordo com o balanço preliminar, essa ação conjunta das polícias Civil e Militar apreendeu 7 fuzis, 8 pistolas, uma réplica de arma de pressão/ar comprimido, uma granada, 48 fracos de lança-perfume e mais de uma tonelada de maconha. Além disso, 20 carros e motocicletas que tinham sido roubados foram recuperados.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *