Patrulhando a Cidade

Suspeito por sacar indevidamente o Fundo de Garantia de outra pessoa é preso

Homem utilizou documentos falsos para cometer o crime

Por Camila Moraes

(Divulgação: Polícia Civil)

A Polícia Civil prendeu, na manhã desta sexta-feira, Sérgio Grupillo Junior, acusado de obter vantagem ilícita em detrimento da Caixa Econômica Federal, através de saques indevidos do FGTS da vítima, utilizando documentos falsos, totalizando prejuízo de mais de R$ 33 mil.

Segundo os policiais da 32ª DP (Taquara), o acusado já havia sido preso em 2008, na Operação Ancião da Polícia Federal, por envolvimento em um esquema de fraudes que causou prejuízo de cerca de R$ 1 milhão à Caixa Econômica Federal (CEF) no Rio de Janeiro. Os golpes consistiam em usar laranjas para sacar o saldo do Programa de Integração Social (PIS) de beneficiários com mais de 70 anos, usando documentos falsificados por ele  e sua quadrilha.

O mandado de prisão condenatória, expedido pela 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, pelo crime de estelionato, foi cumprido pelos agentes após diligências à Rua Cabo Geraldo Calderaro, na Freguesia, zona Oeste do Rio.

Comentários
enquete

Os quatro maiores clubes do Rio se sairão melhor na segunda rodada do carioca?

Carregando ... Carregando ...

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
05 de Março de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Giro Esportivo
« Programa Anterior
Nenhum programa encontrado
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »