Política

Bolsonaro pede que Congresso não suspenda decretos do porte de armas

O plenário do Senado poderá analisar, ainda nesta terça-feira, a matéria que suspende a medida

Por Redação Tupi

O plenário do Senado poderá analisar, ainda nesta terça-feira, a matéria que suspende a medida
(Foto: Reprodução)

O presidente da República Jair Bolsonaro (PSL) fez um apelo, nesta terça-feira, para que decretos que tratam do porte de armas não sejam suspensos pelo Congresso Nacional. Em discurso durante a cerimônia de lançamento do Plano Safra 2019/2020, que teve a presença de parlamentares e de representantes do setor agrícola, Bolsonaro disse que a medida é importante para garantir a segurança no campo.

O plenário do Senado poderá analisar, ainda nesta terça-feira, a matéria que suspende o decreto do presidente que amplia as possibilidades de porte de arma. Em entrevista a jornalistas, Bolsonaro falou sobre o assunto e disse que o decreto de armas atende a vontade expressa pela população no referendo de 2005.

Na ocasião, os eleitores foram às urnas e responderam à pergunta: “O comércio de armas de fogo e munição deve ser proibido no Brasil?”. A maioria dos eleitores escolheu o “não”. O presidente afirmou também que não pode “fazer nada” caso a suspensão do decreto seja aprovada: “Não posso fazer nada. Não sou ditador, sou democrata”.

Comentários
enquete

Usar as redes sociais é uma boa maneira de terminar um relacionamento?
Carregando ... Carregando ...


AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
15 de Setembro de 2019 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Super Futebol Tupi
« Programa Anterior
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »