Modal

Caso Marielle: STJ mantém ordem que obriga Google a entregar dados para investigação

Empresa acredita que a medida restringe o direito à privacidade dos usuários

Por Redação Tupi

(Foto: Reprodução)

A Terceira Seção do Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve a ordem para o Google entregar os dados para embasar a investigação dos assassinatos da vereadora do Rio Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes. Por 8 votos a 1, o STJ rejeitou o recurso da empresa, por considerar o material essencial para se chegar aos mandantes do crime.

O Google acredita que a medida restringe o direito à privacidade dos usuários e, que ainda, pode transformar um serviço de pesquisa na internet em ferramenta para vigilância indiscriminada dos cidadãos. Com a ordem, os ministros mantiveram a decisão da Justiça do Rio. 

Agora, a empresa terá que entregar ao Ministério Público do Rio informações relacionadas ao número de IP e Device ID. Com os dados, a Justiça terá a identificação de computadores e celulares atrelada às pessoas.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
23 de Setembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Programa Cristiano Santos
« Programa Anterior
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »