Conecte-se conosco

Política

Caso ‘rachadinha’: STJ suspende análise de recursos de Flávio Bolsonaro

O ministro João Otávio de Noronha pediu mais tempo para analisar os casos

Publicado

em

Reprodução: Agência Brasil

Reprodução: Agência Brasil

Nesta terça-feira, 17, o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) João Otávio de Noronha pediu vista e suspendeu, o julgamento de quatro recursos da defesa do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) e de seu ex-assessor Fabrício Queiroz contra as investigações sobre o suposto esquema de “rachadinha”. De acordo com Noronha, a decisão foi tomada porque ele precisa de mais tempo para analisar os casos.

A defesa do filho do presidente Jair Bolsonaro questiona quatro fatores nas investigações: Irregularidades na quebra de sigilo fiscal e bancário; falha na comunicação feita pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) sobre movimentações atípicas de Flávio; invalidez de decisões tomadas pela primeira instância no caso, já que o foro especial foi reconhecido pelo Tribunal de Justiça do Rio e supostas irregularidades na prisão prisão preventiva decretada para o ex-assessor do senador, Fabrício Queiroz.

Já a defesa de Queiroz questionou no STJ supostas irregularidades no processo em que foi determinada a prisão preventiva do ex-assessor. O senador e Queiroz são investigados por crimes de organização criminosa, peculato, lavagem de dinheiro e apropriação indébita no caso das “rachadinhas”, ocorridos entre os anos de 2007 e 2018.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.