Política

Comissão é instalada para investigar divulgação de informações falsas

Deputados e senadores terá 180 dias para apurar suposta criação de perfis falsos para influenciar eleições de 2018

Por Redação Tupi

O Congresso Nacional divulgou nesta quarta-feira que instalou uma comissão parlamentar mista de inquérito (CPMI) para apurar a divulgação de informações falsas. A equipe será formada por 15 deputados e 15 senadores, além de ser presidida pelo senador Ângelo Coronel (PSD-BA), já a relatora será a deputada Lídice da Mata (PSB-BA).

“Essa CPI é de suma importância nesse mundo tecnológico que estamos vivendo, onde vemos a cada dia famílias serem atingidas por notícias falsas, em Facebook, Instagram,Twitter, Whatsapp, Telegram. Precisamos dar um basta nisso e descobrir quais são os focos da indústria de fake news que abala a democracia brasileira”, disse o presidente da comissão.

Intitulado como CPI das Fake News, a CPMI terá um prazo de 180 dias para apurar ataques contra a democracia. Um dos processos será investigar a suposta criação de perfis falsos nas redes sociais para influenciar as eleições presidenciais de 2018, além da prática de “ciberbullying”.

“Essa CPI é importante. Nós sabemos da influência das redes sociais na formação da opinião pública e sabemos dos problemas das notícias falsas que são veiculadas nas redes sociais”, disse o deputado Ricardo Barros (PP-PR), integrante da comissão.

“O que pretendemos aqui com a CPI é aprender com tudo o que já aconteceu e estabelecer regras para que o Congresso aprove e nós tenhamos um controle adequado da veiculação e tantas matérias que estão sendo publicadas”, afirmou.

recomendadas
Comentários
enquete

GOSTO É GOSTO: o homem que é homem não fica em casa e sim trabalha fora?

Carregando ... Carregando ...

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
20 de Novembro de 2019 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Tupi na Rede
« Programa Anterior
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »