Conecte-se conosco

Política

CPI da Alerj elabora ações para prevenir a violência cibernética contra as mulheres

A presidente do colegiado, deputada Martha Rocha (PDT), sinalizou positivamente para a proposta

Publicado

em

(Foto: Divulgação / Alerj)

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) de Combate à Violência Cibernética, da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, vai elaborar uma série de ações de conscientização e prevenção a delitos no ambiente virtual.

A sugestão foi dada pelo especialista em crimes cibernéticos e assessor especial da Coordenadoria de Inovação e Desenvolvimento Tecnológico da Secretaria de Estado de Governo do Espírito Santo, Eduardo Pinheiro Monteiro, durante oitiva realizada nesta quinta-feira (30), em reunião do colegiado na sede do Parlamento.

Monteiro propôs que tanto o Estado do Rio de Janeiro quanto os municípios fluminenses estabeleçam o Dia do Combate aos Crimes Cibernéticos. No entanto, ele observou que, para além do registro da data em calendário oficial, sejam propostas ações como, por exemplo, palestras em escolas tal qual é feito no Espírito Santo, através do projeto “Internet Segura para Crianças e Adolescentes”. O especialista também destacou a necessidade de haver uma rede de apoio específica para atender a mulheres vítimas de violência no universo virtual.

A presidente da CPI, deputada Martha Rocha (PDT), sinalizou positivamente para a proposta do especialista e frisou a necessidade de haver uma ação conjunta em todo o território fluminense. Crimes cibernéticos. Mais de 80% das vítimas são mulheres, então, imediatamente, me pareceu que a gente poderia aproveitar essa sugestão e criar uma grande ação conjunta em todo o estado”, comentou a parlamentar.

Continue lendo