Política

Senado vota hoje MP que autoriza privatização da Eletrobras

Texto perde validade se não for votado até terça-feira (22)

Por Mateus Wagner

fachada do senado
(Foto: Leonardo Sá/Agência Senado)

Senado adiou para esta quinta-feira (17) a votação da medida provisória que viabiliza a privatização da Eletrobras, maior empresa de geração de energia elétrica do país, que produz o suficiente para atender mais de 30% do consumo anual no país. O governo tem a expectativa de arrecadar cerca de R$ 60 bilhões com a privatização da empresa.

Diversos senadores se disseram favoráveis à privatização da empresa, mas criticaram a inclusão de trechos adicionais que estão inviabilizando o avanço da medida e que fogem do objetivo original da proposta.

Defensores da proposta deverão acelerar a votação se quiserem que ela passe, já que a MP, editada pelo governo em fevereiro, perderá validade na próxima terça-feira (22), caso não receba o aval do Congresso.

Se a MP for aprovada conforme proposto por Marcos Rogério (DEM-RO), o texto ainda deverá passar por nova votação na Câmara.

Até o momento, a União possui cerca de 60% das ações da empresa e controla a estatal. A proposta prevê que a participação da União caia para 45%.

Atualmente, a União possui cerca de 60% das ações da Eletrobras e controla a estatal. Com a capitalização, a partir da emissão de ações, deve reduzir a participação na empresa para 45%.

Órgãos do setor elétrico e especialistas do setor elétrico dizem que a privatização da empresa pode gerar aumento no custo da energia para consumidores.



Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
25 de Julho de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Super Futebol Tupi
« Programa Anterior
22:00 - Giro Esportivo
20:00 - Conexão Tupi
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »