Rio

Ação da Cidadania anuncia criação de Rede Nacional de bancos de alimentos, despensas e cozinhas solidárias

Em parceria com o Google e apoio do WFP, objetivo é formar uma rede unificada de entidades sem fins lucrativos que atuam contra o desperdício e na distribuição de alimentos e refeições

Por Redação Tupi

Ação Cidadania
Ação da Cidadania anuncia criação de Rede Nacional de bancos de alimentos, despensas e cozinhas solidárias (Foto: Divulgação)

A Ação da Cidadania está realizando um mapeamento inédito de bancos de alimentos, despensas e cozinhas solidárias em funcionamento no Brasil. O projeto vai permitir a construção de uma rede interligada de organizações da sociedade civil que atuam nesses segmentos, ampliando a visibilidade e a confiabilidade dessas entidades em cada estado, facilitando a interlocução e a troca de informações entre as instituições e também com doadores, sejam pessoas físicas ou empresas. O cadastro para as organizações é gratuito e deve ser preenchido por meio de formulários online que serão disponibilizados no site da Rede de Alimentação Solidária (https://www.acaodacidadania.org.br/rede-alimentacao-solidaria).

“Nosso objetivo é contribuir e dar visibilidade ao trabalho incrível que essas entidades já vêm desenvolvendo nas comunidades por todo o país, fortalecendo as estratégias e a potencialização dos seus resultados. Nós vamos apoiar na intermediação entre as instituições e o setor privado, em especial o setor de produção de alimentos, facilitando doações de insumos para os projetos da rede, e na conscientização sobre o desperdício e recuperação de excedentes alimentares da sociedade. Juntos somos mais fortes.” diz Kiko Afonso, diretor executivo da Ação da Cidadania.

O trabalho tem como parceiro o Google, que vai ajudar a disponibilizar na plataforma do Google Maps e também na Busca do Google, a localização dos pontos de distribuição e informações das entidades que se cadastraram e participam da rede. Assim, na próxima etapa do projeto, será possível pesquisar endereços de doação de alimentos e cozinhas solidárias, como restaurantes comunitários para refeições grátis e sopões, distribuídos por dezenas de cidades no país e avaliados pela Ação da Cidadania. A iniciativa tem ainda apoio do Centro de Excelência contra a Fome do Programa Mundial de Alimentos da ONU (WFP), que forneceu suporte técnico.

“Temos muito orgulho de colaborar e dar visibilidade ao trabalho da Ação da Cidadania, uma das instituições mais importantes e ativas na luta contra a fome no Brasil. Com essa iniciativa, queremos ajudar milhões de brasileiros na atual crise humanitária em que vive o país, conectando pessoas a informações úteis e confiáveis sobre locais de distribuição grátis de comida e cozinha solidária em nossas plataformas”, afirma Ivan Patriota, coordenador de parcerias do Google Maps na América Latina. “Sabemos que muitas pessoas em situação de fome estão procurando formas de obter ajuda e o nosso objetivo é dar acesso rápido, organizado e fácil de onde encontrar uma rede de apoio e a refeição grátis mais próxima”, completa.

A primeira Rede Brasileira de Bancos de Alimentos, Despensas de Alimentos e Cozinhas Solidárias da Sociedade Civil está prevista para começar a funcionar no último trimestre desse ano. A própria Ação da Cidadania irá apoiar as organizações da rede com doações de alimentos em todo o país. Elas também terão acesso à Rede de Parceiros apoiadores da ONG, além de conteúdos informativos em parceria com o WFP.

“É inaceitável que as pessoas estejam passando fome em uma nação com comida mais do que suficiente para todos. E não é apenas inaceitável, mas prejudica a todos nós – a fome enfraquece as comunidades ao ameaçar a capacidade das pessoas de atingir seu potencial e contribuir plenamente. Casos globais já demonstraram que onde há fome, bancos de alimentos têm um papel essencial para levar alimentos às pessoas necessitadas. Ao fornecer refeições, os bancos, cozinhas e despensas fazem muito mais do que alimentar as pessoas – eles ajudam todos os membros de uma comunidade a receber o combustível de que precisam para dar o melhor de si.  Assim, esta iniciativa da Ação da Cidadania e do Google é essencial para nos ajudar a conectar quem precisa de alimento e quem pode fazer a doação e a preparação dessas refeições, de maneira fácil e rápida”, ressalta Daniel Balaban, representante do Programa Mundial de Alimentos (WFP) no Brasil e Diretor do Centro de Excelência contra a Fome.

Um estudo da Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede PENSSAN) constatou que, só no último trimestre de 2020, 116 milhões de brasileiros não têm comida suficiente ou passam fome e mais de 30% da produção mundial de alimentos é desperdiçada após a colheita até o consumo no varejo. Índice de Desperdício de Alimentos 2021 do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) revelou que cerca de 930 milhões de toneladas de alimentos foram inutilizados em 2019, ou seja, 17% da produção de comida no mundo foi descartada.

Os dados pessoais coletados pelos formulários de cadastro on-line serão apenas para informações necessárias e úteis, além de relacionadas aos pontos de distribuição e coleta de alimentos, despensas e cozinhas solidárias, de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Essas informações passarão por avaliação da Ação da Cidadania e serão publicadas no site da Rede.

Quem pode se cadastrar?

Apenas os Bancos de Alimentos, Despensas e Cozinhas Solidárias sob coordenação de entidades/lideranças da sociedade civil, sem fins lucrativos, podem se cadastrar. Para fazerem parte da rede, todas as entidades passarão por um processo de avaliação pela Ação da Cidadania para avaliar critérios como atuação, público atendido, tempo de existência, estrutura e governança.

Os Bancos de Alimentos atuam por meio da conexão com pontos de produção, armazenamento, distribuição e comercialização de alimentos, buscando centralizar doações em larga escala para distribuir gratuitamente para organizações sociais menores, que fazem o alimento chegar às pessoas em situação de vulnerabilidade social na ponta.

Já a Despensa de Alimentos é um centro de distribuição onde as famílias podem receber alimentos localmente, que costumam ser disponibilizados toda semana. Assim como o Banco de Alimentos, a Despensa distribui alimentos in natura. A diferença está na capacidade de armazenamento e distribuição das doações e também no público, que acessa diretamente os alimentos disponibilizados.

As Cozinhas Comunitárias também objetivam a segurança alimentar e nutricional, assim como os bancos e despensas de alimentos, contudo, sua atuação se dá por meio do preparo e entrega de refeições prontas para consumo. Algumas estruturas contemplam um espaço para alimentação no local, outras atuam apenas por meio da entrega de marmitas. O trabalho também se estende em atividades de inclusão social produtiva, fortalecimento da ação coletiva, identidade comunitária e ações de educação alimentar e nutricional.



recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
19 de Setembro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Super Futebol Tupi
« Programa Anterior
22:00 - Giro Esportivo
20:00 - Conexão Tupi
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »