Rio

Assassino de ex-mulher é condenado pela Justiça a 20 anos de prisão

Feminicídio foi cometido na frente dos filhos da vítima, de dois e cinco anos, que foram encontrados em estado de choque

Por Redação Tupi

fachada do mprj
(Foto: Reprodução/MPRJ)

A Justiça do Rio condenou, nesta quarta-feira (06), Paulo Cesar Azevedo pelo assassinato da ex-mulher Gisele de Araújo Costa. O crime aconteceu em novembro de 2020, em Seropédica, na Baixada Fluminense, onde Paulo Cesar matou a facadas a ex-companheira depois de vê-la dançando com outro homem. Segundo o Ministério Público, por necessidade financeira, Gisele morava com o acusado, mas eles dormiam em quartos separados.

O feminicídio foi cometido na frente dos filhos da vítima, de dois e cinco anos, que foram encontrados em estado de choque, após o assassinato da mãe. Ainda de acordo com a denúncia do MP, o crime ocorreu por motivo torpe, porque Paulo Cesar não aceitava o fim do relacionamento, nutria por sua ex-mulher um sentimento de posse, não aceitando a separação. O Juízo da 2ª Vara da Comarca de Seropédica sentenciou Paulo Cesar a 20 anos de prisão. As duas crianças foram encaminhadas para tratamento psicológico.

O promotor de Justiça Bruno de Faria Bezerra expôs aos jurados que o crime, ao contrário do alegado pelo réu, não foi motivado por ciúmes, mas sim pelo repugnante sentimento de posse sobre sua ex-mulher. Ainda segundo o promotor, Paulo Cesar tratava Gisele como um objeto que possuía, não deixando que ela seguisse com sua vida, o que a fez optar por não mais viver com o acusado, entendimento acompanhado pelos jurados que condenaram o réu na forma requerida pelo Ministério Público integralmente.

 

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
16 de Maio de 2022 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Tupi na Rede
« Programa Anterior
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »