Conecte-se conosco

Rio

Atividades econômicas nas areias das praias cariocas movimentam R$ 4 bilhões por ano

Estimativa é baseada no número de ambulantes, incluindo barraqueiros, que constam na Pnad Contínua do IBGE

Publicado

em

Praia de Copacabana, na Zona Sul do Rio
Praia de Copacabana, na Zona Sul do Rio (Foto: Tatiana Campbell / Super Rádio Tupi)
Praia de Copacabana, na Zona Sul do Rio

Praia de Copacabana, na Zona Sul do Rio (Foto: Tatiana Campbell / Super Rádio Tupi)

Além do Rio de Janeiro ser importante para o turismo, as praias são fundamentais para a economia da cidade. Um estudo inédito da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Simplificação (Smdeis) estima que o impacto econômico da movimentação nas areias cariocas é de R$ 4 bilhões por ano.

A estimativa é baseada no número de ambulantes, incluindo barraqueiros, que constam na Pnad Contínua do IBGE, aliado ao número médio de clientes e de gasto por dia, segundo pesquisa do Sebrae (2016). O estudo não leva em consideração quiosques e restaurantes da orla, apenas o comércio que ocorre na areia.

O estudo também traz dados do Sebrae que fez um levantamento (2016) dos trabalhadores na areia, em sua maioria, homens. Entre os barraqueiros, são 29,3% de mulheres, enquanto nos ambulantes elas são apenas 19,4%. Dos 15 mil ambulantes registrados na Prefeitura, 2.189 (14,2%) trabalham na praia. Sendo 41% na região da Barra da Tijuca e 34% em Copacabana/Leme. Na baixa estação, o gasto médio por cliente entre os ambulantes é de R$ 12, enquanto entre barraqueiros é de R$ 40. Na alta temporada os valores dobram, chegando a R$ 22 entre ambulantes e R$ 81 entre barraqueiros.

No quesito atividade física, a Prefeitura mapeou, em 2021, cerca de 550 escolinhas, sendo a principal modalidade esportiva Futevôlei/Altinha/Futebol/Beach Soccer, correspondente a 24,3%. Em segundo lugar aparece Funcional, com 19,3%, e Beach Tennis, com 17,3%. O Surf/Kitesurf/Body Board/Skimboard totalizam 11,4% do total de escolinhas.

De acordo com a prefeitura, é disponibilizado um efetivo de 218 garis, 35 agentes de limpeza e 50 operadores de máquinas para as praias. E a Operação Verão, que conta com reforço de efetivo de 232 guardas municipais aos finais de semana (quinta a domingo) e feriados.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.