Destaques

Caso Marielle: Justiça nega recurso da defesa de Ronnie Lessa

Advogados queriam a absolvição sumária ou declaração da inocência do ex-PM por "ausência de indícios suficientes de autoria ou participação no crime"

Por Redação Tupi

Advogados queriam a absolvição sumária ou declaração da inocência do ex-PM por “ausência de indícios suficientes de autoria ou participação no crime”
(Foto: Reprodução?TV Globo)

O desembargador Marcus Henrique Basílio, segundo vice-presidente do Tribunal de Justiça do Rio, negou o recurso especial solicitado pelos advogados do ex-policial militar Ronnie Lessa. A defesa queria impedir que ele fosse julgado pelo assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, em 18 de março de 2018.

No recurso, os advogados de Lessa pediam a absolvição sumária ou declaração da inocência do ex-PM por “ausência de indícios suficientes de autoria ou participação no crime”. A defesa reivindicava também a exclusão da qualificação de “motivo torpe” e “outro meio que dificultou a defesa da vítima” em relação ao homicídio da vereadora.

A decisão de negar o recurso abre caminho para que o juiz Gustavo Kalil, do 4º Tribunal do Júri, siga com o processo e agende a data para o julgamento de Lessa e de Élcio Queiroz, o outro ex-policial acusado pelas mortes de Marielle e de Anderson.

É importante destacar, no entanto, que a defesa de Ronnie Lessa ainda pode recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). Também vale ressaltar que Lessa e Élcio Queiroz estão presos desde março de 2019 em um presídio federal de segurança máxima de Porto Velho, em Rondônia.



Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
17 de Junho de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Cidinha Livre
« Programa Anterior
20:00 - Super Futebol Tupi
15:00 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »