Conecte-se conosco

Capital Fluminense

CPI dos trens se reúne com representantes das polícias civil e militar para debater segurança em estações da Supervia

O delegado Fernando Antônio Paes de Andrade e o coronel da PM Luiz Henrique Pires serão recebidos pelos deputados que compõem a comissão

Publicado

em

Circulação de trens do ramal Saracuruna é suspensa devido à manifestação
Circulação de trens do ramal Saracuruna é suspensa devido à manifestação (Foto: Reprodução)

A CPI dos Trens, da Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj), recebe na próxima segunda-feira (04) os secretários estaduais das polícias Civil e Militar. O delegado Fernando Antônio Paes de Andrade e o coronel da PM Luiz Henrique Pires serão recebidos pelos deputados que compõem a comissão na sala 1801, a partir das 10h, no Edifício Lúcio Costa, sede da Alerj, no Centro do Rio.

Os integrantes da CPI pretendem discutir questões relacionadas à segurança nos entornos e nas estações da Supervia, que sofrem com os furtos de cabos, que vêm causando atrasos e paralisações, diárias, no sistema ferroviário.

“Os secretários das Polícias Civil e Militar foram convidados para explicarem o que a polícia está fazendo para solucionar o problema, que já vem de longa data. Durante as vistorias nos quatro ramais da Supervia, constatamos a presença de construções irregulares, mato alto e muito lixo, além da presença do narcotráfico em 12 estações”, afirmou a deputada Lucinha (PSD), presidente da CPI.

A CPI dos Trens foi instalada em fevereiro deste ano e tem como objetivo investigar denúncias de interrupções no serviço de trens; atrasos; superlotação nas composições; falta de acessibilidade e de banheiros nas estações.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.