Destaques

PM morre com tiro na cabeça durante confronto na Vila da Penha

Sargento Rodrigo, lotado no batalhão de Olaria, estava dirigindo quando ao menos 4 criminosos atiraram contra o seu carro, na Zona Norte do Rio

Por Tatiana Campbell

Na imagem, carro do PM que foi alvejado a tiros na Penha
PM morre com tiro na cabeça durante confronto na Penha (Foto: Tatiana Campbell/ Divulgação: Super Rádio Tupi)

Um policial militar foi morto com ao menos cinco tiros, um deles na cabeça, na Vila da Penha, Zona Norte do Rio. O caso aconteceu nas ruas Tejupa e Honório Pimentel.

O sargento Rodrigo Mendonça de Andrade, lotado no batalhão de Olaria, na mesma região, estava no carro quando cerca de quatro criminosos atiraram contra ele. O agente chegou a sair do veículo para revidar, mas foi atingido na cabeça e morreu no local. No carro do agente, foi possível ver seis marcas de tiro.

O veículo foi rebocado e levado para o batalhão da área. O corpo do sargento foi levado para o Instituto Médico Legal, no Centro do Rio, para ser realizado uma autópsia. A Polícia Civil foi acionada e realizaram uma perícia nas duas ruas. Diversas cápsulas foram recolhidas e pela manhã ainda era possível ver manchas de sangue no chão.

Moradores da região conversaram com a Super Rádio Tupi e disseram que estão com medo com o aumento da violência. “Eu acordei, era muito tiro, peguei minha filha de 5 anos, joguei a gente no chão, foi desesperador. Aqui tinha que ter um policiamento diário. Parecia filme, um horror, muitos tiros, pra mais de 10”, disse uma mulher que pediu para não ser identificada.

Um outro morador, que também pediu para ter a identidade preservada, disse que chegou a ouvir os criminosos gritarem “dá mais”, e logo em seguida ter escutado novos disparos. “Eram 3h, 3h30, eu estava dormindo e me joguei debaixo da cama, esperei acabar, quando olhei na janela vi o carro com a porta aberta. Ouvi os tiros, cheguei a ouvir umas pessoas gritando ‘dá mais, dá mais’, e depois ouvi mais tiros”, falou.

Ainda não se sabe as causas do crime.

De acordo com a Polícia Militar, os agentes apreenderam 1 carregador de pistola e 1 celular, mas a arma do PM não foi encontrada.

O sargento estava há 22 anos na corporação. Rodrigo Mendonça tinha 44 anos e deixou uma filha.

Ainda não há informações sobre o sepultamento do militar.



Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
20 de Julho de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Apolinho
« Programa Anterior
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »