Educação

Professores da rede estadual poderão ter a chance de ampliar carga horária

Projeto de lei será votado, nesta quinta-feira, na Alerj

Por Redação Tupi

Projeto de lei será votado, nesta quinta-feira, na Alerj
(Foto: Reprodução)

O Governo do Rio elaborou um projeto de lei que prevê a migração de carga horária de 16h ou 22h para 30h semanais. A proposta será votada, na tarde desta quinta-feira (03), na Assembleia Legislativa (Alerj). A medida atende a uma antiga reivindicação da categoria do magistério.

O projeto de lei a ser analisado pela Assembleia Legislativa foi elaborado pela Secretaria de Estado de Educação (Seeduc) e construído coletivamente, inclusive com a participação de parlamentares das Comissões de Educação e de Ciência e Tecnologia da Alerj. Após aprovação, as inscrições serão abertas.

A previsão é que a mobilidade comece no próximo ano, em caráter experimental e gradual, com docentes que atuam em regime de Gratificação por Lotação Prioritária (GLP), ou seja, que cumprem horas extras, para que tenham dedicação exclusiva na mesma unidade escolar onde estão lotados, com tempo de planejamento assegurado.

“Atualmente, são cerca de 15 mil profissionais nessa situação”, informou o secretário de Educação, Pedro Fernandes.

Estima-se que, a partir de 2022, outros professores da rede estadual da Seeduc, também interessados, possam fazer a solicitação por meio da abertura de concurso interno de mobilidade em regiões onde houver carência de professores.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
28 de Setembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Radar Tupi
« Programa Anterior
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »