Rio

Secretaria de Saúde implanta Plano Estadual de Segurança do Paciente

Durante o mês de setembro, a SES mobiliza classe médica e sociedade para ações de segurança e cuidado

Por Redação Tupi

Leitos de hospital
Foto/Divulgação Prefeitura

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que cerca de 10% dos pacientes internados em unidades de saúde de todo o mundo sofrem algum tipo de efeito adverso. Alguns podem ser leves e outros graves ou até fatais.

Para alertar sobre a importância dos cuidados aos pacientes, em 2019 a OMS instituiu a data de 17 de setembro como o Dia Mundial da Segurança do Paciente. Neste ano de 2021, o tema escolhido para reforçar a necessidade de atenção é “Cuidado Materno e Neonatal Seguro”.

O slogan foi definido como resposta aos desafios globais para a redução da mortalidade materna e neonatal, no cenário agravado pela pandemia.

No estado do Rio de Janeiro, o governo, por meio da SES, também promove a campanha pela segurança do paciente nas suas redes de atendimento.

Entre as iniciativas está o investimento na qualificação do serviço oferecido às mulheres e crianças e também na conscientização da sociedade para a importância do cuidado, que este ano ganhou a injeção de R$ 150 milhões por meio do Programa Laços, lançado em julho.

A iniciativa visa a dar apoio financeiro para municípios do estado do Rio de Janeiro, com objetivo de expandir leitos e qualificar a atenção ao parto e ao nascimento.

Entre os parâmetros a serem seguidos no cuidado e internação das pacientes, estão a equidade e não discriminação, respeito às mulheres no contexto do pré-natal, parto e pós-parto, fortalecimentos das redes de atenção à Saúde Materna e Neonatal, redução no número de cesarianas sem indicação, prevenção ao óbito materno e neonatal, empoderamento e engajamento para o autocuidado.

Também como forma de reforçar a atenção para este cuidado, a SES lançou, neste 17 de setembro, o Plano Estadual de Segurança do Paciente 2021-2025, que define um conjunto de ações e cuidados para evitar intercorrências e complicações em quadros clínicos.

“A segurança do paciente é uma das temáticas mais debatidas pelas equipes de saúde, sejam elas públicas ou privadas. Diariamente, atuamos no fortalecimento das ações desenvolvidas para garantir a implantação e cumprimento dos protocolos tanto voltados para os pacientes como para os profissionais de saúde”- ressalta o secretário de Saúde, Alexandre Chieppe.

O objetivo da campanha é mobilizar profissionais de saúde, redes profissionais, formuladores de políticas, pesquisadores e o setor de saúde na defesa da segurança do paciente. E alertar a sociedade para conscientização, participação e empoderamento nas decisões que envolvem a sua própria saúde, além de incentivar a comunicação aberta entre pacientes e profissionais de saúde.

“Mais uma vez, o Comitê Estadual de Segurança do Paciente, que é um comitê de condução das políticas públicas, pioneiro na Secretaria, cumpre a sua função. Graças a esse trabalho, estamos lançando a atualização do segundo plano estadual agora em setembro de 2021,  que orientará as políticas a serem tomadas até 2025” –  avalia a subsecretária de Estado de Saúde, Cláudia Mello.

A campanha da SES pela segurança do paciente começou no dia 17, quando a data é comemorada mundialmente. A campanha informativa está nas redes sociais e no site da Secretaria de Estado de Saúde (https://www.saude.rj.gov.br/seguranca-do-paciente/).

A página foi criada exclusivamente para divulgar as medidas que ajudam a tornar a estada nos hospitais mais segura. Há providências que podem ser adotadas também pelos pacientes e familiares, além dos profissionais de saúde. No site, encontra-se ainda o Plano Estadual de Segurança do Paciente 2021 – 2025, as metas internacionais e dicas e links úteis sobre as medidas.



recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
26 de Outubro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Giro Esportivo
« Programa Anterior
Nenhum programa encontrado
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »