Educação

Universidades estaduais no Rio já respiram aliviadas, apesar de ainda haver dívidas

Fornecedores e terceirizados começaram a ser pagos e situação melhora na Uerj, Uenf e Uezo

Por Redação Tupi

Fernando Frazão/Agência Brasil

A crise das universidades públicas que passam por severos bloqueios nos orçamentos desde o início do ano, e temem ter que parar as atividades, pode chegar ao fim. A partir deste mês, as três unidades estaduais estão mais aliviadas. Com fornecedores e terceirizados sendo pagos, a Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf); a Fundação Centro Universitário Estadual da Zona Oeste (Uezo), e Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), começam a se reerguer. A mais nova das universidades do estado, a Uezo existe desde 2005, atendendo 2 mil alunos nas instalações do Instituto de Educação Sarah Kubtischek, em Campo Grande. A universidade não tem sede própria.

De acordo com a reitoria da Uezo, fornecedores estão sendo pagos desde o início deste ano, e as dívidas referentes a anos anteriores começaram a ser quitadas. A universidade afirmou, no entanto, que não tem previsão de autorização para concurso público. Na Uenf, em Campos, a carência de professores chega a 10%, e a de técnicos, a 5%. Apesar da melhora, as universidades ainda enfrentam dificuldades como a falta de profissionais, como bibliotecários e contadores.

A Universidade Estadual do Norte Fluminense está com concurso aberto para 22 vagas de professores, e preparando outro edital para mais 20 vagas. Além disso, também pretende lançar um edital com 50 vagas para técnicos. A expectativa da instituição é conseguir concluir esses concursos.

Comentários
enquete

Quem vive em cidade pequena tem mais qualidade de vida?
Carregando ... Carregando ...

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
17 de Setembro de 2019 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Apolinho
« Programa Anterior
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »