Rio

Autoridades do Rio se reúnem para debate sobre furto de fios e cabos

Reunião acontecerá nesta quinta-feira (16) na Alerj. Deputado Átila Nunes (MDB) quer apoio da população por meio do Disque Denúncia

Por Pedro Henrique Leite

Passageiros na linha férrea da Supervia
Passageiros na linha férrea da Supervia (Foto: Reprodução)

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) realizará, nesta quinta-feira (16), uma reunião com representantes do Governo do Estado, da Prefeitura do Rio, das forças de segurança, empresas e concessionárias de energia e abastecimento e parlamentares para discutir medidas de combate ao roubo e furto de cabos de energia e telefonia.
O encontro será às 11h, no auditório do Edifício Lúcio Costa, nova sede do Parlamento fluminense, na Rua da Ajuda, 05, Centro da cidade.

Para o debate, foram convidados os secretários de Estado da Polícia Civil, Allan Turnowski, e da Polícia Militar, coronel Luiz Henrique Marinho; dirigentes da Rioluz, do Metrô Rio, da Naturgy, da Cedae, da Enel, da Light, da Cet-Rio; além do coordenador do Disque Denúncia, Zeca Borges.

Uma campanha de divulgação, que prevê recompensa para quem ajudar na identificação dos autores de furtos de cabos e equipamentos, foi proposta pelo deputado Átila Nunes (MDB). A medida teve o apoio do presidente da Alerj, deputado André Ceciliano (PT). Ambos acreditam que só com a ajuda da população, por meio do Disque Denúncia, é possível diminuir os furtos e a receptação de cabos arrancados pelos ladrões.

“Os compradores nem sempre são os donos de ferros velhos regulares. Precisamos identificar e punir quem financia esses furtos, quem colocam em risco, inclusive, a segurança do cidadão, que usa o transporte público. Para combatermos a escalada de furto de cabos e equipamentos será necessário fazer uma ampla campanha de divulgação nos veículos de comunicação, oferecendo uma recompensa financeira para quem ajudar na prisão dos responsáveis. Essa campanha terá também a contribuição dos poderes Legislativo e Executivo’, avalia o deputado Átila Nunes.

Os passageiros da Supervia, concessionária do sistema ferroviário do Rio de Janeiro, passaram a conviver com constantes interrupções na circulação dos trens no estado por causa do furto de cabos e equipamentos. São quase 900 viagens suspensas, apenas entre janeiro e julho deste ano, e cerca de dois milhões de passageiros que deixaram de ser transportados pela empresa.



recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
16 de Outubro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Programa Francisco Barbosa
« Programa Anterior
17:00 - Super Futebol Tupi
12:00 - Patrulha da Cidade
13:00 - Samba Social Clube
15:00 - Show da Galera
21:00 - Botequim do Mister
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »