Justiça

Casal apontado como responsável por morte de menina de 4 anos ficará preso por tempo indeterminado

Laudo de necropsia apontou que Angelina morreu por traumatismo craniano devido ação contundente, mesmo termo usado no laudo do menino Henry Borel

Por Pedro Leite

Menina foi morta por violência. Padrasto é o principal suspeito. Foto: Reprodução Internet
Menina foi morta por violência. Padrasto é o principal suspeito. Foto: Reprodução Internet

Em audiência de custódia realizada nesta segunda-feira (19), o juiz Antonio Luiz da Fonsêca Lucchese, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ), converteu a prisão em flagrante de Lucas Alves Guimarães e Juliana Garcia Mirandella em prisão preventiva, ou seja, ambos permanecerão presos por tempo indeterminado. Lucas e Juliana, padrasto e mãe da menina Angelina Mirandella, de 4 anos, são apontados como responsáveis da morte da criança.

No dia 15 de julho, o casal levou a menina a um hospital de Petrópolis, na Região Serrana do estado, apresentando diversos hematomas no corpo. O laudo de necropsia apontou que Angelina morreu por traumatismo craniano por ação contundente, mesmo termo usado no laudo do menino Henry Borel.

De acordo com os autos, Lucas teria agredido Angelina de forma violenta, sem qualquer reação de defesa da mãe. Em depoimento, um tio da menina contou que Lucas também já teria jogado água quente nas costas de Angelina. O julgamento do caso ainda não tem data confirmada.



Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
25 de Julho de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Bola em Jogo
« Programa Anterior
15:00 - Super Futebol Tupi
22:00 - Giro Esportivo
20:00 - Conexão Tupi
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »